"Ainda sou o filho da mãe mais duro que existe por aí", diz Chael Sonnen

"Ainda sou o filho da mãe mais duro que existe por aí", diz Chael Sonnen

Chael Sonnen perdeu a luta contra André Galvão no Metamoris 4, mas não seu jeito peculiar de se promover. Logo após ser finalizado pelo brasileiro no duelo de grappling (luta agarrada) realizado em Los Angeles (EUA), o falastrão deu entrevista para o comentarista Kenny Florian e foi breve, sem fugir de sua característica de sempre polemizar.

Ele até citou Anderson Silva, que esteve presente no evento, em suas palavras. - Eles me testaram, me liberaram, me contrataram, me demitiram, me caluniaram e eu ainda sou o filho da mãe mais duro que existe por aí. Sou de um tempo diferente. Anderson Silva acabou de sair daqui e também é. Não importa se você tem um pé, dois pés ou oito como uma aranha (trocadilho com o Spider). A nossa era acredita na mesma coisa. Quando você dá a sua palavra, você cumpre. Perdendo ou ganhando, o cara mau sempre comparece - afirmou ele, que na sequência não quis dar entrevista para a imprensa.

O americano recentemente foi suspenso por dois anos pela Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC) pelo uso de cinco substâncias proibidas, flagradas em dois exames antidoping, e por pouco não ficou fora do Metamoris, já que recebeu uma carta do órgão informando que poderia ser multado em US$ 250 mil (cerca de R$ 565 mil) caso participasse do evento, pois estaria violando os termos da suspensão. Seu advogado, então, entrou com um recurso solicitando a revisão do caso, por tratar-se de uma competição de luta agarrada, esporte que não seria regulado pela entidade.

A comissão não respondeu de forma oficial e afirmou em algumas entrevistas que manteria o que escreveu na carta enviada anteriormente, mas Sonnen decidiu competir mesmo sabendo que pode enfrentar punições em breve.

Fonte: Sport tv