Anderson Silva faz encarada amistosa com polêmico Nick Diaz em Las Vegas

Após as entrevistas, Dana White subiu ao palco para mediar a primeira encarada entre o brasileiro e o americano


Nick Diaz e Anderson Silva se encontraram oficialmente pela primeira vez em Las Vegas, nos Estados Unidos. Nesta quinta-feira, eles participaram do chamado "media day", um encontro dos principais lutadores do UFC 183 com a imprensa mundial.

Após as entrevistas, Dana White subiu ao palco para mediar a primeira encarada entre o brasileiro e o americano. Ao contrário do que aconteceu na quarta, nos treinos abertos, quando apenas Anderson Silva apareceu, Nick Diaz foi o primeiro a chegar na sala de entrevistas. Cercado por dezenas de jornalistas do mundo inteiro, o americano manteve o semblante fechado, principalmente quando perguntado sobre a ausência na atividade realizada na MGM Grand Garden Arena.

Sobre a polêmica, Diaz desmentiu que tenha perdido o voo e alegou que fez tudo de forma proposital. "Não gosto de apressar as coisas, queria dormir em casa. Sei das minhas obrigações. Preciso bater o peso na sexta e lutar contra ele no sábado. Foi apenas isso", disse, mantendo a pose de durão. Sobre não ter avisado Dana White da decisão, Diaz alegou que os telefones mudam muito e que ele teria perdido a agenda. Depois de mais de 15 minutos de atraso,

Anderson Silva chegou acompanhado da própria equipe. Diferente das outras ocasiões, todos estavam uniformizados, com uma espécia de farda, onde de um lado estava sua marca e do outro uma caveira, com detalhes dourados na gola. "Na verdade esse é o nosso uniforme novo, acho que ficou legal, mas não tem nenhuma ligação com o BOPE (Batalhão de Operações Especiais do Rio de Janeiro), nem 'faca na caveira'. É apenas o símbolo que adotamos nesse momento", explicou. Quando perguntado sobre a ausência de Nick Diaz, Anderson, que já havia defendido o adversário na quarta, preferiu manter cautela sobre a nova polêmica do novo rival. "Não fiquei nem um pouco preocupado, ele perdeu o voo e está aí", disse, ainda não sabendo da declaração de Diaz. "Se ele falou isso eu não sei, não posso falar. O importante é que ele está aí", completou o brasileiro.

Fonte: Terra