Em evolução, Muay Thai vai ter uma federação no Estado do Piauí em breve

Em evolução, Muay Thai vai ter uma federação no Estado do Piauí em breve


O Muay Thai é um dos esportes que mais crescem no Brasil. A modalidade ganhou a mídia através de grandes competições nacionais e também virou moda nas academias, principalmente entre as celebridades que buscam a boa forma. No Piauí, o esporte vem evoluindo, tanto que ainda nesse primeiro semestre o Estado dará um passo importante nesse avanço. É a criação da Federação Piauiense de Muay Thai Esportivo. A Federação está no seu processo final de criação. O presidente será o professor Luciano Carvalho. Segundo ele, a expectativa é que a entidade seja oficialmente criada até julho de 2015.

Luciano explica que a Federação terá o reconhecimento e apoio da Confederação Brasileira de Muay Thai. E a proximidade com a entidade nacional vai favorecer ainda mais o crescimento do esporte no Piauí. "O presidente da recém-criada Confederação será o professor Cristian Pinheiro, atual presidente da Federação do Ceará. O fato de termos um representante do Nordeste, parceiro nosso, no comando nacional, vai fazer com que a Federação Piauiense tenha mais visibilidade e a oportunidade de trazer grandes eventos para o nosso Estado", ressalta o professor. Luciano Carvalho entrou cedo no esporte.

Começou praticando judô com apenas cinco anos. Ele é piauiense, mas morou muito tempo em Fortaleza, no Ceará. E foi lá que teve seu primeiro contato com o Jiu-Jítsu, modalidade em que no futuro iria obter grandes feitos. Buscou diversificar seu repertório de lutas, conhecendo também o Muay Thai e o antigo Vale-Tudo. Em 2013, recebeu o Kuang Preto de Muay Thai. Luciano também construiu uma boa carreira como treinador. Revelou diversos atletas em várias modalidades. O seu pupilo de maior destaque foi o jovem Danilo Ferraz, que obteve o feito incrível de ser campeão Pan-Americano de 2007.

Além dele, Luciano tem trabalhado com vários atletas em sua academia, onde usa o esporte também como fonte de benefícios à saúde. De acordo com Luciano, assim que a criação da Federação local for oficial, os atletas de Muay Thai poderão procurar a entidade para regularizar a situação. Lutadores que não estiverem federados não poderão participar de competições oficiais.

Fonte: Jornal Meio Norte