Espancada por Josh Grispi, esposa diz que não se separará do lutador

Espancada por Josh Grispi, esposa diz que não se separará do lutador

Após ser espancada e ser atacada por um cachorro da raça pitbull a mando do marido, o ex-lutador do UFC Josh Grispi, Kaitlyn Grispi, sua esposa, garantiu que não pretende pedir o divórcio. Em entrevista ao jornal "Middleborough's Wicked Local", ainda no hospital, a mulher disse que o lutador exagerou nas agressões, mas acha que brigas entre casais acontecem, e classifica o marido como um "bom pai".

- Meu marido é um ótimo pai e nossos filhos sentem muito a sua falta. É uma situação difícil. Meu filho faz aniversário amanhã, e é uma coisa triste, principalmente porque estão mostrando as coisas de uma forma muito pior do que realmente foi. Sim, o que ele fez foi errado. Bater em uma mulher é muito errado, mas não vou jogar um casamento fora por causa disso. Entre quatro paredes todos brigam. Talvez muitos não vão tão longe, mas todos se desentendem.

Todo casamento tem problemas, mas isso significa que eu tenha que desistir do meu? Há uma semana, Josh Grispi foi preso após atacar sua esposa no que o policial que cuidou do caso classificou como o pior caso de abuso doméstico que ele já viu. Além das agressões à esposa, o lutador foi acusado de treinar seu cão, da raça pitbull, para atacá-la. No dia seguinte, a polícia local divulgou mensagens de texto de Grispi para Kaitlyn em que ele a ameaçava de morte. "Você está morta se envolver meus filhos nisso. Se você fizer uma cena será pior ainda. Vou te sufocar até você apagar e apertar sua garganta. Se você continuar, vou fazer o Buddy te atacar e sairei do quarto.

Não me perturbe, sua piranha. Você só quer isso seu saco de m.... Vou te enforcar. É melhor não fingir que está chamando a polícia. Não estou brincando, vou te matar quando te encontrar. Não ligo a mínima. Vou te bater muito e jogar seu corpo para o Buddy comer. Você está morta" - diziam as mensagens. As agressões de Grispi causaram uma fratura no pulso e uma concussão em Kaitlyn, além do trauma pelos ataques do cão. Os dois filhos do casal, que possuem um e três anos de idade, estão sob custódia dos pais de Kaitlyn. O cão foi levado para uma unidade de controle de animais.

Fonte: Sport tv