Lutador acusado de agredir a namorada pode pegar prisão perpétua

As novas acusações contra o lutador procedem desde maio de 2013

O lutador de MMA Jonathan Koppenhaver, conhecido popularmente como "War Machine", pode pegar prisão perpétua sem condicional após ser preso no mês passado. O atleta, que teria espancado sua ex-namorada, a atriz de filmes adultos Christy Mack, e um amigo, apareceu em um tribunal em Las Vegas nesta quarta-feira pela primeira vez desde sua prisão, em 15 de agosto passado. Os promotores acrescentaram novas queixas às sete iniciais do caso, e agora Koppenhaver enfrenta 32 acusações.

As informações são do jornal "Las Vegas Review-Journal". Segundo a promotora pública Jacqueline Bluth, as novas acusações contra o lutador procedem desde maio de 2013 e foram fruto de investigações mais profundas após a prisão de Koppenhaver, em que descobriram "mais incidentes de conduta criminosa". Entre as acusações, estão tentativa de homicídio, agressão sexual, espancamento, coerção, impedir ou dissuadir uma vítima de relatar um crime, e sequestro em primeiro grau resultando em dano físico substancial. Mack e seu amigo, Corey Thomas, são listados como vítimas no caso.

De acordo com outro promotor público envolvido no caso, Steve Wolfson, a atriz está disposta a testemunhar contra o lutador. - Ela está pronta para testemunhar. Ela está pronta para vir ao tribunal e contar o que aconteceu - disse Wolfson ao "Review-Journal". A próxima audiência do caso de War Machine está programada para 17 de outubro, com prisão perpétua sem condicional como pena máxima. O lutador, com passagens por Bellator e UFC, foi preso no último dia 15 de agosto, acusado de ter espancado Christy Mack e Corey Thomas no dia 8 do mesmo mês. De acordo com o boletim de ocorrência da polícia de Las Vegas, Koppenhaver invadiu a casa da atriz, a encontrou com Thomas e a acusou de traí-lo, apesar de os dois terem rompido relações publicamente alguns meses antes.

A partir daí, o atleta espancou e estrangulou Thomas por quase 10 minutos, antes de mandá-lo embora e ordenar que não ligasse para a polícia. Mack teria ligado escondida para 911, telefone de emergência nos EUA, enquanto War Machine agredia seu amigo. Depois de Thomas ir embora, o lutador voltou suas atenções à atriz, ainda de acordo com o boletim. Ele começou a socá-la e a levou ao chuveiro, onde a forçou a tomar um banho, e mais tarde tentou estuprá-la. Koppenhaver ainda a ameaçou com uma faca cega, antes de ir à cozinha buscar uma faca mais afiada para "terminar o serviço". Foi aí que Mack fugiu e alertou seus vizinhos. Ela sofreu fraturas no olho esquerdo, em vários ossos do rosto e nas costelas, uma laceração no fígado, dois dentes quebrados e vários hematomas. A atriz passou por várias cirurgias orais para se recuperar e deve passar por outras, segundo Bluth.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Sport Tv