Mesmo com aposentadoria anunciada, Wanderlei Silva é atração em shopping do Rio

Mesmo com aposentadoria anunciada, Wanderlei Silva é atração em shopping do Rio

O 'recém-aposentado' Wanderlei Silva foi a grande atração de um shopping na zona Norte do Rio de Janeiro. Mesmo com os problemas que enfrenta com a Comissão Atlética de Nevada (NSAC), o lutador, que anunciou a sua aposentadoria do MMA na última sexta-feira, continua com a moral alta com os fãs. Na noite desta segunda-feira, o "Cachorro Louco" compareceu a um shopping na Zona Norte do Rio de Janeiro para participar de uma sessão de autógrafos e recebeu o carinho de um grande público que compareceu ao evento. Não foi desta vez que ele falou com a imprensa após pendurar as luvas, mas não faltou atenção para seus admiradores.

Logo na chegada, Wanderlei fez questão de passar perto da fila que o aguardava, apertando a mão de alguns dos fãs, antes de entrar na loja que promoveu o evento para autografar um pôster com a sua imagem. Depois, mostrou carisma ao brincar com os admiradores. Assinou o boneco de uma criança que levou a versão em miniatura do Cachorro Louco, brincou com um rapaz que ameaçou fazer cara de mau na hora da foto e atendeu pessoas de todas as idades. Entre os fãs, alguns deles tinham tatuagens iguais as de Wand. Um deles, mostrou a sua na hora da foto, e o lutador tratou de fazer o mesmo.

 Os espectadores ainda se lamentavam pela aposentadoria repentina de Wanderlei Silva. Daniel, de 38 anos, mostrou esperança de que ele mude de ideia e volte a lutar.

- Não esperava que ele se aposentasse. Pegou todos de surpresa. Ele é um cara que a gente gosta demais de ver lutar, guerreiro e surpreendeu a gente. Espero que reveja essa posição dele e volte para o octógono, que é o lugar dele, porque ele ainda tem muito pra dar - disse.

Outro fã presente, Vitor, de 31 anos, acredita que Wanderlei Silva acertou em sair do UFC, mas foi mais um a reiterar que ele deveria seguir na ativa.

- Acho que o Wanderlei agiu certo de sair do UFC, mas não de se aposentar. O UFC está realmente pagando pouco para os atletas de ponta. Ele tem que voltar para dar show. Ele não foi o primeiro a protestar, vários já se manifestaram a respeito disso. Acho que ele está certo de criticar o UFC - afirmou, concordando com o protesto feito pelo Cachorro Louco no vídeo de anúncio de sua aposentadoria.

Já Jean Cristian, 24, mostrou compreensão pela decisão de seu ídolo encerrar a carreira, mas ressaltou que faltou fazer o duelo contra Chael Sonnen antes do fim.

- Eu, como fã, gostaria de ver mais lutas dele, mas ele sabe a hora de parar. Ele é um ídolo, fez história no esporte, no Pride. É uma decisão boa, sai por cima, legal. Só faltou a luta contra o Sonnen. Essa tinha que ter acontecido - concluiu.

Clique aqui para curtir o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Globo Esporte