Proprietário do Ultimate afirma: "Anderson Silva sente que o cinturão que Chris Weidman tem é seu"

Ele disse que o objetivo do ex-campeão não é simplesmente voltar a lutar

Anderson Silva que parou de lutar devido a uma lesão que sofreu após quebrar a perna em uma luta, quer voltar para o octógono de qualquer maneira, e não apenas por voltar. O lutador afirmou que ia respeitar a vez dos outros brasileiros mas o coproprietário do Ultimate Fighter, Lorenzo Fertitta afirmou que as intenções dele são outras.

Ele disse que o objetivo do ex-campeão não é simplesmente voltar a lutar, mas conquistar o título novamente. O sócio de Dana White e Frank Fertitta III contou um pouco dos bastidores da negociação com o "Spider".

- Essencialmente, o que Anderson disse para mim é que ele não quer só voltar ao octógono só para voltar ao UFC, mas que é seu objetivo conquistar seu cinturão de volta. Ele sente que o cinturão que Chris Weidman tem é seu, ele o deteve por quase uma década, ele o quer de volta - garantiu Fertitta.

Segundo o dirigente, a companhia deu espaço para Anderson Silva até que ele estivesse recuperado da lesão na perna esquerda, fraturada na revanche contra Chris Weidman em dezembro de 2013, para voltar a negociar com ele, e só o fez ao ouvir do próprio que estava 100% e disposto a lutar. Sua primeira luta após a cirurgia está marcada para 30 de janeiro, e Fertitta jura que o "Spider" está com motivação renovada.

- Sua primeira luta é interessante, ele vai enfrentar Nick Diaz, que é um lutador muito bem respeitado. Ele apresenta alguns desafios interessantes para o Anderson. Eu teria de dizer que nunca vi Anderson tão motivado. Ele está num ótimo humor, estava sorrindo em todas as reuniões que tivemos. Ele está muito animado para esta luta em 30 de janeiro. Estamos esperando o velho Anderson Silva voltar, e achamos que vai ser muito empolgante - concluiu Fertitta.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Sport TV