Sempre em polêmicas, Wanderlei Silva garante que sua biografia será polêmica

Sempre em polêmicas, Wanderlei Silva garante que sua biografia será polêmica

O ex-lutador de MMA Wanderlei Silva, que recentemente anunciou sua aposentadoria, anda sendo alvo de vários temas polêmicos no mundo do UFC. Logo após a última, ele promete revelar detalhes de todas as que passou em sua biografia que - ele garante - será mais polêmica que a de Anderson Silva. O projeto é para breve, segundo o Cachorro Louco, mas ainda falta um escritor para colocar em prática a ideia.

- Vai sair tudo na minha biografia. Se acharam a do Anderson polêmica, esperem a minha. Vai sair logo. Quero achar um escritor bom pra fazer minha biografia. Sou fã do Ruy Castro, li todas as biografias dele. Carmem Miranda, Nelson Rodrigues, Garrincha, todas excelentes. Se o Ruy Castro estiver interessado, entra em contato com o pessoal do Combate.com que eles têm meu contato (risos). Vai ser um prazer - afirmou, em entrevista ao Combate.com.

Apesar do desejo do Cachorro Louco, Ruy Castro rechaçou a ideia de ser o autor da biografia do agora ex-lutador.

- Fico honrado dele ter falado isso, mas não pego encomendas e nem biografo gente viva, então não tem chance - disse.

 Quando a reportagem pediu um aperitivo do que está por vir em sua biografia, Wanderlei contou como ele iniciou a rivalidade entre a Brazilian Top Team (BTT) e a Chute Boxe, sua equipe, nos tempos do Pride. De acordo com ele, tudo começou em um café da manhã no hotel onde os lutadores das duas equipes estavam hospedados. Após Ricardo Arona, da BTT, lhe cumprimentar, tudo começou.

- Uma boa foi que eu iniciei a rivalidade da Chute Boxe com a Brazilian Top Team. Eu discuti com o Arona no café da manhã. Eu fui o culpado. Ele passou por mim e perguntou: "Tudo bem?". Eu perguntei: "Tudo bem o que, bicho? Vai tomar no c...". Foi uma baixaria do c... Mas aí vem a hombridade. Se você é homem pra desafiar e fazer isso, tem que ser pra admitir o erro. Quando encontrei ele em Niterói, ele chegou respeitoso, me cumprimentou e eu pedi desculpas por aquele dia, disse que estava errado, não tinha motivo nenhum, fui grosso e fiz baixaria. Ele me olhou e disse: "Está mais do que desculpado. Você tem que ser homem pra fazer, mas tem que ser homem pra admitir também" - lembrou Wand.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Globo Esporte