Luxa culpa árbitro pelo empate do Fla: "Alguma coisa aconteceu"

Luxa culpa árbitro pelo empate do Fla: "Alguma coisa aconteceu"

Assim como os jogadores, técnico questiona o desempenho de Heber Roberto.

O empate por 2 a 2 do Flamengo com o Figueirense ficou em segundo plano (veja o vídeo com os melhores momentos). Assim como os jogadores na saída de campo, Vanderlei Luxemburgo questionou a postura do árbitro Heber Roberto Lopes durante a partida, em Florianópolis. Em entrevista coletiva, o técnico relatou a conversa que teve com Ronaldinho Gaúcho à beira do campo. O camisa 10 disse que o juiz fez ameaças a ele e aos demais companheiros.

- Ele veio me comunicar como capitão da equipe que os jogadores do Flamengo estavam sendo ameaçados pelo árbitro. E como capitão da equipe ele tem o direito de conversar e saber o que está acontecendo. Disse a ele que não poderia fazer nada, de fora não tenho como tomar nenhuma atitude. Tem de ser apurado. Não pode passar de graça, vocês (jornalistas) têm de buscar os gestos, ver se ele falou.

Luxa ressaltou que enquanto seis jogadores do Flamengo foram advertidos com cartão amarelo, nenhum atleta do time catarinense recebeu. Felipe, Airton, Willians, Deivid, Renato e Ronaldinho foram punidos. Os dois últimos chegaram ao terceiro e não enfrentam o Atlético-GO, quinta-feira, no Rio.

- A única coisa que temos de lamentar, se aconteceu isso (ameaças), é que não pode ser dessa forma. Mas a conduta do Heber dentro do jogo no mínimo deixa uma certeza. O Ronaldo, por tanta experiência que ele tem, não teria a necessidade de me comunicar fora do campo que estava acontecendo. Mas a atitude do árbitro dentro do campo, com seis cartões amarelos para o Flamengo e nenhum para o Figueirense, tinha alguma coisa. E o Heber fazendo caretas, falando algumas coisas, fazendo uma pressão. Alguma coisa aconteceu.

O treinador relacionou o nervosismo do time ao comportamento do árbitro e também fez críticas ao presidente da Comissão Nacinoal de Arbitragem, Sérgio Correa.

- Simplesmente meu time se desestabilizou por completo e não conseguia ter uma organização. Os jogadores ficaram mais preocupados com o árbitro do que com o comportamento tático. A equipe se desestabilizou no que diz respeito à parte emocional do jogo. Acho que se o árbitro teve essa conduta, ele teve uma contribuição no que diz respeito a isso. Mas isso é normal. Sempre digo que os árbitros não são culpados, mas quem os dirige. Tenho visto o Sandro Meira Ricci apitar constantemente aí, e ele simplesmente tirou o Flamengo de uma Copa do Brasil com uma atitude lamentável lá em Fortaleza, quando ele expulsou o Angelim e ficou por isso mesmo, ele continua apitando. A minha preocupação maior é no comportamento do árbitro não só no jogo, mas naquilo que vamos ter pela frente. Lá na frente o Flamengo vai jogar desfalcado. É uma coisa muito mais séria. Meu problema para no diretor da Comissão de Arbitragem. É aí que para o problema.

Fla vai estudar providências

O diretor de futebol Luiz Augusto Veloso informou que vai procurar a presidente Patricia Amorim e o departamento jurídico do clube nesta segunda-feira para estudar as medidas cabíveis.

A delegação rubro-negra retorna ao Rio na noite deste domingo e folga nesta segunda. Os treinos recomeçam na tarde de terça. O Fla é o vice-líder, com 34 pontos, mesmo número do Corinthians. O Timão leva vantagem no número de vitórias (10 a 9).

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com