Magoado, Ganso pressiona por aumento de seu salário

Magoado, Ganso pressiona por aumento de seu salário

Jogador diz que está se sentindo desvalorizado pelo clube

Acabou a paciência do meia Paulo Henrique Ganso com a diretoria do Santos. Sem nenhum receio, ele soltou o verbo e se mostrou magoado com o fato de não ter sido mais procurado pelo clube para discutir um novo contrato, com aumento salarial, como aconteceu com Neymar, no ano passado. O camisa 10 é considerado o melhor jogador do time, mas seu salário não está no mesmo patamar de outros jogadores.

O jogador foi até irônico ao comentar sua situação. Recentemente, jornais italianos especularam que ele estaria na mira de Internazionale de Milão.

- Eu estou machucado e um time grande da Europa, o último campeão mundial, quer contar comigo. Enquanto isso, o Santos praticamente não me valoriza. É até engraçado...

Ganso lembra que a primeira reunião para decidir sua renovação de contrato estava marcada para a quinta-feira seguinte ao jogo contra o Grêmio, dia 25 de agosto, quando ele se machucou. Ele diz que tudo não passou de conversa e que as negociações foram encerradas. O atual vínculo do jogador vence em fevereiro de 2015, mas ele considera que seu salário está defesado. A multa rescisória está estipulada em R$ 109 milhões.

- Nada foi resolvido, pois não houve assinatura de novo contrato. Já faz cinco meses e nada. Não ser valorizado por seu clube é complicado. As negociações foram dadas por encerradas porque o Santos não me procurou mais.

O presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, afirmou na semana passada que as conversas com o jogador seriam retomadas. No entanto, Ganso já avisa que agora será diferente. Sua pedida será maior. Atualmente, o meia recebe R$ 130 mil.

- As conversas podem até ser retomadas, mas com outras proporções - disse o jogador.

Ganso acredita que se estivesse jogando, a diretoria já teria tomado a atitude de lhe oferecer um aumento de salário, como ele deseja.

- Se não houvesse a contusão, posso dizer, sem dúvida nenhuma, que isso já teria sido resolvido. O novo contrato já estaria acertado. Mas infelizmente aconteceu e as coisas ficaram difíceis. Fico chateado por não ser valorizado pelo clube ao qual me dedico com tanto prazer. Bate uma tristeza.

Apesar disso tudo, no entanto, Ganso não fala claramente em deixar o clube. Ele reconhece que é visado por grandes times da Europa, mas afirma que sua meta é se recuperar jogando no Peixe.

- Quero crescer e espero que o Santos possa me ajudar. Estou satisfeito por jogar num clube grande, mas quero uma valorização maior.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com