Maicosuel acerta, e Bota depende de pagamento ao Hoffenheim

Jogador e Alvinegro chegam a acordo sobre salários, e clube terá os próximos dias para pagar

O sonho está ainda mais próximo de tornar-se realidade. Em reunião realizada na tarde deste sábado, em São Paulo, dirigentes e empresário chegaram a um acordo em relação aos valores do contrato de Maicosuel com o Botafogo. Com isso, o retorno do meia a General Severiano foi acertado, mas para que seja oficializado, o Alvinegro ainda precisa depositar em favor do Hoffenheim, da Alemanha, até o fim da próxima semana, o dinheiro referente à compra dos direitos do jogador, que firmará um vínculo de quatro anos de duração.

Na última semana, dois representantes do Botafogo foram à Alemanha para negociar a contratação de Maicosuel. A primeira proposta alvinegra, de ? 3 milhões (quase R$ 7 milhões, de acordo com o câmbio atual), foi recusada pelo Hoffenheim, que pedia ? 5 milhões (pouco mais de R$ 11 milhões). O acordo final acabou por ser um meio-termo, com ? 4 milhões (cerca de R$ 9 milhões) por 80% dos direitos do meia.

- Hoje resolvemos alguns valores e o sinal verde foi dado da minha parte. Deixei claro que se houver um acerto do clube com o Hoffenheim, o Botafogo não vai ficar na mão. Mas ainda é cedo para dizer que o Maicosuel é do Botafogo. Primeiro, é preciso que se concretize a compra do jogador na Alemanha - explicou Lê, representante do meia.

Com a aceitação da proposta pelo Hoffenheim, e neste sábado o acordo com o jogador, o Botafogo agora precisará se mobilizar para, nos próximos dias, reunir o valor necessário para consolidar a contratação de Maicosuel. O clube tenta angariar a quantia junto a investidores que comprarão espécies de cotas referentes aos direitos do meia. Além dos ? 4 milhões, o Alvinegro precisará pagar uma taxa de 15% deste valor que será recolhido pelo Imposto de Renda.

Fonte: Globo Esporte