Mais da metade dos trens gratuitos na Copa já estão reservados

O governo russo disponibilizou pouco mais de 440 mil lugares.

Novidade trazida pela Rússia na organização desta Copa do Mundo, o transporte público gratuito entre as cidades-sede e em dias de jogos vem fazendo sucesso entre os torcedores. De acordo com Kirill Polyakov, diretor-geral do Diretório de Transportes-2018 - autarquia do governo russo para transportes durante o Mundial -, mais de metade dos assentos gratuitos disponíveis em trens já foram reservados.

O governo russo disponibilizou pouco mais de 440 mil lugares gratuitos para torcedores em 728 trens extras que serão usados no transporte entre as 11 cidades-sede do Mundial. Cerca de 250 mil bilhetes, ou 56% da capacidade total, já haviam sido reservados até a última segunda-feira, de acordo com Polyakov. Alguns trens já estão lotados. A maioria das linhas especiais para torcedores não faz deslocamento direto entre as cidades: cerca de 500 desses trens farão escalas em 11 estações escolhidas especialmente para conexões entre as cidades.

Para reservar lugares nos trens gratuitos, os torcedores precisam ter comprado ingresso para algum jogo do Mundial e feito seu cadastro no Fan ID, serviço de identificação que servirá como visto para os torcedores na Rússia, através do site https://www.fan-id.ru/. Com os números de aplicação do ingresso e do Fan ID em mãos, os torcedores podem acessar o site https://tickets.transport2018.com/free-train/schedule e escolher lugares nos trens disponíveis entre as 11 cidades-sede. O principal centro de partida e chegada dos trens será Moscou, capital russa, que terá dois estádios (Lujniki e Arena Spartak) recebendo jogos do Mundial.

Polyakov recomendou que torcedores que desejarem lugar em trens já lotados façam sua requisição mesmo assim, e sigam atentos ao serviço de reservas. Caso algum proprietário do bilhete grátis desista da viagem e devolva a passagem, o Diretório de Transportes avisará a abertura de vagas para os torcedores que estão na fila por lugares no trem, segundo o diretor.

Fonte: Com informações do Extra
logomarca do portal meionorte..com