Mais magro e sofrendo pressão pela seleção, Fred retorna contra Boavista

Sem fazer gol desde agosto de 2013 e sob pressão na seleção, Fred retorna contra o Boavista

Os olhos do futebol brasileiro estarão voltados para o Maracanã, onde neste sábado, às 19h30m, Fred tentará dar a volta por cima depois de meses de incertezas, às voltas com lesões, lenta recuperação e atuações para lá de apagadas. O atacante é a grande atração da partida entre Fluminense e Boavista e, no que depender do técnico Luiz Felipe Scolari, será também na Copa do Mundo a ser realizada aqui no Brasil.


Mais magro e sobre press縊 na sele鈬o, Fred retorna contra o Boavista

Tanto na CBF quanto nas Laranjeiras é grande a expectativa quanto ao desempenho do jogador. Felipão sofre com a escassez de opções para substituí-lo e o técnico Renato Gaúcho comprou o barulho para ver o centroavante bem no Mundial. Com Michael e Walter dando conta do recado no Estadual, o técnico tricolor não esconde que o foco está voltado para deixar Fred pronto para brilhar pela seleção.

- Tenho conversado com o pessoal da seleção e com o Fred. Ele está magrinho, com o mesmo peso da Copa das Confederações. Falei para o pessoal da seleção que iríamos entregá-lo 100% - afirmou Renato Gaúcho.

Para o camisa 9, o duelo deste sábado marca o retorno depois de perder três partidas do Tricolor na temporada, duas ao ser poupado, uma por causa de dores na coxa direita. O alvo é a disputa da Copa do Mundo em plena forma. Antes, porém, um longo caminho ainda precisa ser percorrido e ele passa, obrigatoriamente, pela recuperação do ritmo de jogo, com uma sequência de partidas que possa deixá-lo com a mesma pontaria que o fez conquistar Felipão e o título da Copa das Confederações.

- Ele está alegre, sem sentir nada. Acima de tudo, com a cabeça boa. Isso é fundamental. Está com muita vontade de jogar e é isso que falta para ele: entrar em campo e jogar - disse Gaúcho.

A parte psicológica de Fred também tem sido motivo de preocupação. Além da insegurança a respeito do próprio condicionamento físico, o atacante tem lidado com a pressão crescente vinda da CBF. Luiz Felipe Scolari tem tido paciência com o jogador por causa da falta de opções para o setor, mas na última convocação reconheceu pela primeira vez a possibilidade de procurar um substituto para o atacante tricolor. Mas, à espera de Fred, alterou a forma da convocação. Só chamou estrangeiros.

- Ainda tenho duas semanas em que podem ser realizados três ou quatro jogos. Então, terei tempo para analisar A ou B. Ainda posso testar uma outra opção. Faça sua aposta. No futebol, temos de estar prontos para as dificuldades. Nós tivemos uma e vamos saber buscar uma alternativa - disse o treinador durante a última convocação da seleção, terça-feira passada.

Fonte: Extra