Manchester libera Cristiano Ronaldo para o Real

Para concretizar o negócio e anunciar a contratação, o Real aguarda apenas ouvir o sim do português

Depois de gastar 65 milhões de euros (cerca de R$ 176,7 milhões) para tirar o brasileiro Kaká do Milan, o Real Madrid concluiu nesta quinta-feira a transação mais alta da história do futebol.

A proposta de 80 milhões de libras (ou 93 milhões de euros) feita pelo clube espanhol e aceita pelo Manchester United pelo meia-atacante Cristiano Ronaldo faz do jogador português a contratação mais já alta já realizada.

O recorde anterior pertencia o próprio Real, que pagou 78 milhões de euros (aproximadamente R$ 212,1 milhões), em valores atualizados, pelo francês Zinedine Zidane, então na Juventus, em 2001.

"A pedido de Cristiano Ronaldo, que expressou mais uma vez seu desejo de partir, e após uma discussão com o representante do jogador, o [Manchester] United autorizou o Real Madrid a conversar com o atleta", disse o clube em seu comunicado oficial. "O Manchester United considera que o assunto estará encerrado e não emitirá nenhum outro comunicado."

Para concretizar o negócio e anunciar a contratação, o Real aguarda apenas ouvir o "sim" do português. O que não deve ser um entrave, já que Ronaldo expressou no passado o interesse em defender a equipe de Madri.

Com Kaká e Cristiano Ronaldo, duas das três contratações mais caras da história do futebol e vencedores dos prêmios de melhor jogador do mundo nos dois últimos anos, o Real Madrid já reconstrói o "projeto galáctico", que marcou sua trajetória na primeira metade da década.

Dirigente responsável por levar Zidane, Beckham, Ronaldo e Owen à Espanha, Florentino Pérez reassumiu a presidência do clube na semana passada prometendo novamente grandes contratações.

Segundo a imprensa espanhola, Pérez tem pelo menos dois outros alvos dignos de ser chamados de "galácticos". O meia-atacante francês Franck Ribéry (Bayern de Munique) e do centroavante sueco Zlatan Ibrahimovic (Inter de Milão) são transferências cotadas.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br