Mano ameniza insatisfação de Ronaldo e atuação discreta no Uruguai

Com uma rodada de antecedência, o Corinthians tornou-se o primeiro brasileiro na próxima fase

Ronaldo deixou o gramado com cara de poucos amigos na última quarta-feira ao ser substituído durante a vitória por 2 a 0 do Corinthians sobre o Racing. Ele deu lugar a Jorge Henrique aos 24min no segundo tempo e sequer ficou no banco de reservas. Pouco antes, havia debatido uma cobrança de Mano Menezes. No entanto, o treinador amenizou a situação e considerou tudo dentro do normal.

Quando deixou o campo, Ronaldo se dirigiu ao banco e recebeu um agasalho, mas mudou de ideia, largou a jaqueta no local e foi direto para o vestiário. Antes, com a bola rolando, o camisa 9 recebeu uma bronca de Mano por optar pela jogada errada e gesticulou em seguida, tentando conformar-se.

?Cabe ao treinador fazer o que deve ser feito. Não acho que um jogador quando é substituído precisa sair satisfeito. Tenho que pensar na equipe e não tenho nada para reclamar de nenhum jogador?, disse o comandante.

Mano ainda saiu em defesa de Ronaldo ao analisar sua atuação. Por ser um duelo fora de casa em que o Corinthians muitas vezes se postou de forma recuada, ele considerou normal o fato de o atacante pouco ter aparecido em boas condições próximo à área.

?O jogo fora de casa, sem volume, é ruim para o atacante principal. O Ronaldo não é de grande movimentação e nós usamos a bola mais longa, não é a característica dele brigar pela bola. Ele apareceu para o jogo na intermediária para receber. E o Ronaldo não será sempre o destaque da equipe, é bom que cada vez mais o time assuma essa responsabilidade?, completou o treinador.

Fonte: AG Senado