Mano Menezes evita resposta a Romário: "continuo pensando da mesma forma"

"A base do relacionamento que temos entre nós aqui é respeito mútuo"", disse ele

O técnico Mano Menezes evitou responder às acusações do ex-jogador e atual deputado federal Romário, que voltou a atacar o treinador nos últimos dias. O ex-atacante postou na última terça-feira, em sua conta no Twitter, que a lista de convocados do Brasil para enfrentar a África do Sul, nesta sexta, às 16h (de Brasília), no Estádio do Morumbi, indica que há um "cartel de convocações" dentro da CBF.

"Continuo pensando da mesma maneira como pensei no dia da convocação, já me fizeram pergunta sobre isso e continuo pensando a mesma coisa", disse nesta quinta Mano Menezes, que na ocasião citada se incomodou com o assunto.

"A base do relacionamento que temos entre nós aqui é respeito mútuo. Quando não existe isso, não acho que devemos considerar como algo positivo para o futebol brasileiro. Então não gostaria de comentar", havia dito o comandante.

Romário, que já havia criticado a Seleção durante os Jogos Olímpicos, não poupou críticas a Mano Menezes nos últimos dias. "A convocação do Hulk para as Olimpíadas e, logo em seguida, a realização de uma das transferências mais caras da história do futebol. O jogador saiu do Porto, de Portugal, para o Zenit, da Rússia, por 55 milhões de euros (R$ 140,8 milhões)", disse o ex-jogador, que continuou.

"E agora, o goleiro do Corinthians, que tem seus direitos econômicos ligados a pessoas da Confederação Brasileira de Futebol. Após a convocação e alguns jogos pela Seleção, se já não foi, será vendido para o Roma. Quem leva?", prosseguiu o ex-atacante do Brasil, insinuando suspeitas nas convocações.


Mano Menezes evita resposta a Romário:

Fonte: Terra