Mano Menezes levanta dúvidas sobre Kaká na Copa de 2014

Ele comentou a preferência por Ronaldinho Gaúcho, que vem sofrendo críticas no Flamengo.

Mano Menezes respondeu, nesta quinta-feira, às críticas de que ainda não tem uma base pronta após pouco mais de um ano e meio de trabalho na Seleção brasileira. O treinador, que participou do programa "Arena SporTV", também disse que prefere esperar sobre o futuro de Kaká e o aproveitamento do meia na Copa de 2014. E comentou a preferência por Ronaldinho Gaúcho, que vem sofrendo críticas no Flamengo.

Mano Menezes procurou deixar claro que ainda conta com Kaká no planejamento para a Copa do Mundo de 2014. Mas demonstrou não ter certeza sobre a evolução do meia no Real Madrid. A pressão pela convocação do jogador vem aumentando.

- Kaká pode ser importante ainda para a Copa de 2014. E penso que para isso vai ser muito importante a próxima temporada. Será ela que vai dizer se o Kaká ainda pode ou não disputar uma nova Copa do Mundo pela Seleção brasileira. Todos ainda temos essa dúvida. Acredito que até ele ainda pode ter essa dúvida - disse o treinador no "Arena SporTV".

De acordo com Mano, a ausência do meia na lista provisória dos Jogos Olímpicos de Londres faz parte deste planejamento. O treinador considera fundamental para Kaká realizar uma boa pré-temporada com o Real Madrid. A única vez que Kaka foi convocado por Mano Menezes foi para disputar o amistoso contra o Gabão. No entanto, por conta de dores no músculo sóleo (panturrilha) da perna direita ele foi cortado.

- Se eu entendo que a próxima temporada é fundamental para o Kaká eu também tenho que entender que ele precisa também fazer uma grande pré-temporada para dar essa resposta. E a Olimpíada é exatamente durante as pré-temporadas dos clubes europeus. Então acho muito mais importante para um trabalho como todo levar os jogadores mais jovens do que o Kaká. E deixá-lo fazer a pré-temporada para novamente ganhar essa confiança - explicou Mano.

Quem está na pré-lista olímpica é Ronaldinho Gaúcho. O camisa 10 do Flamengo, porém, vem recebendo críticas por suas atuações. Mano Menezes fez questão de defender o jogador e explicar a escolha de manter o meia na Seleção brasileira.

- Também gostaria de ter na posição um jogador intenso e que colocasse seguidas vezes atacantes na cara do gol. Mas não tinhamos este jogador. Minha escolha foi porque ele vivia um bom momento no Flamengo. Provavelmente se eu não fizesse, vocês estariam para fazer 30 dias depois. Óbvio que não acho que o Ronaldinho fez no último jogo seja suficiente para ele. Ele sabe o que precisa ser feito. É um jogador decisivo. Quando o Ronaldinho viveu um momento ruim no Flamengo e eu o convoquei. Agora, ele colocou o (Vagner) Love na cara do gol, e vocês disseram que é só no Flamengo. O Ronaldinho é um jogador cujo desempenho mais importante considerado deve ser na Seleção - disse.

Sobre as críticas de que ainda não conseguiu montar uma base na Seleção brasileira, Mano Menezes preferiu marcar um prazo para que os torcedores não tenham dúvidas para escalar os 11 titulares. Em 21 jogos com a Seleção, o treinador convocou até agora 83 jogadores. Foram 13 vitórias, cinco empates e três derrotas. A equipe marcou 30 gols e sofreu 11.

- Penso que na Copa das Confederações o Brasil deve ter uma seleção pronta. E para acalmar um pouco o torcedor brasileiro é bom refrescar um pouco a memória. Porque a gente esquece com rapidez. A última Seleção brasileira campeã do mundo foi a de 2002 e ficou pronta em cima da hora. E já tivemos seleções prontas muito tempo antes e não ganhamos como a de 1982 - disse Mano Menezes referindo-se à competição que vai ser disputada no Brasil em 2013.

O treinador considera que as Olimpíadas de Londres vão ser muito importante para ajudar a definir esta base da Seleção.

- Não estamos atrasados, mas não temos as definições ainda. Sempre disse que o marco divisório para essa definição final seria as Olimpíadas de Londres porque penso que uma grande parte dos jogadores que vai estar em Londres deve estar também na Copa de 2014

O zagueiro Thiago Silva, do Milan, foi quem mais entrou em campo neste período em que Mano Menezes está no comando da Seleção. Foram 18 partidas. A defesa, alias, é o setor que menos preocupa o treinador atualmente. Ele considera já ter um desenho com Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo.

- Acho que temos o setor defensivo com uma maior definição. Não discutimos o Thiago Silva. Talvez o Dedé e o David Luiz. E os laterais são esses aí. Isso dá uma tranquilidade - completou.

Mano Menezes considera que a Seleção brasileira precisa evoluir taticamente para ter sucesso contra as grandes forças do futebol mundial na Copa do Mundo de 2014. Sob o comando do treinador, o Brasil já foi derrotado por Argentina, Alemanha e França.

- Não vamos encontrar em uma Copa do Mundo aqui no Brasil muitas facilidades em campo. Não vão nos atacar e dar espaço. E vamos ter que atacar. Mas precisamos aprender cada vez mais a atacar sem nos expor muito.



Fonte: Globo Esporte