Maradona defende Messi na Argentina: ‘Não vou deixá-lo sozinho’

O ídolo fez coro para que Messi não desista de defender a Argentina

Semanas depois de dizer que Messi não era líder e não tinha personalidade com a camisa da seleção argentina, o ídolo do futebol do país, Diego Maradona, se solidarizou ao atual camisa 10, que perdeu pênalti na final da Copa América e se aposentou da equipe nacional.

“Deixaram Messi sozinho e eu não vou deixá-lo sozinho. Por isso quero falar com ele. Para lutar contra todos que o deixaram sozinho, do primeiro ao último dirigente, de Segura (presidente da AFA) a Verón, o que seja. Para mim essa declaração de Leo serviu para mostrar todos os desastres que há no futebol argentino”, esbravejou Maradona ao Canchallena, do jornal La Nación.

Image title

O ídolo fez coro para que Messi não desista de defender a Argentina.

"Messi tem que seguir na seleção, tem que seguir! Porque tem lenha para queimar, vai chegar na Copa da Rússia em condições de ser campeão do mundo. Tem que se apoiar nos garotos que o podem ajudar a levar a equipe adiante e menos nos que dizem que ele tem que sair. Porque os que dizem isso o fazem para que não vejamos o desastre que é o futebol argentino", finalizou Maradona.

A Argentina perdeu nos pênaltis para o Chile, por 4 a 2, após empate em 0 a 0 no tempo normal. Foi a terceira derrota seguida da Argentina em uma final, após vices também na Copa do Mundo de 2014 e na Copa América de 2015.

Fonte: Com informações do Jornal Extra