Maratona de jogos causa quinta baixa para Muricy em 15 dias

Com uma lesão na coxa direita, Jonathan é o quinto jogador titular da equipe santista a se contundir em 15 dias.

O lateral direito Jonathan ficará fora do Santos por ao menos uma semana e será desfalque do time para a partida de volta das quartas de final da Libertadores, amanhã, no Pacaembu.

Com uma lesão na coxa direita, o ala é o quinto jogador titular da equipe santista a se contundir em 15 dias, em meio à maratona de viagens e partidas decisivas que o clube tem enfrentado.



Antes dele, Elano, Arouca, Léo e Paulo Henrique Ganso já tinham se tornado problemas para o técnico Muricy Ramalho. Os três primeiros perderam jogos importantes, mas já se recuperaram. O camisa 10 é o que tem situação mais complicada.

Com contusão parecida com a de Jonathan, só que mais grave, retornará apenas em junho. A previsão é a de que Ganso tenha condições de jogo no confronto de volta da final da Libertadores, caso o Santos chegue até lá.

A complicada sequência de decisões da equipe gera críticas constantes de Muricy ao calendário imposto ao time. Desde 20 de abril, foram oito partidas de vida ou morte, por Paulista e Libertadores, além de longas viagens ao México e à Colômbia.

"Sempre perdemos alguns jogadores, porque não temos condições de recuperá-los. O problema é muscular. Em todo jogo perdemos um atleta", reclamou o treinador, após a vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians, que lhe rendeu o título paulista, anteontem.

Para amenizar o cansaço para o duelo contra o Once Caldas, o time comemorou o título do Paulista logo após o jogo, numa boate de Santos.

Ontem teve folga, mas, à noite, reapresentou-se para a concentração em São Paulo.

Hoje a equipe realiza o último treinamento visando a partida da Libertadores, no CT do Pão de Açúcar.

Já pensando no Brasileiro, em que estreia sábado, na Vila Belmiro, contra o Internacional, o Santos acertou a contratação do meia Roger, do Oeste de Itápolis. Ele fará um contrato curto, de três meses, que pode ser renovado para até o final do ano.

Fonte: Folha.com