Marcelinho ficou fora da Seleção por "roubar" a mulher de Luxemburgo

O ex-meio-campista afirmou que a razão era pessoal pelo menos enquanto Vanderlei Luxemburgo foi técnico do time.

Ídolo do Corinthians, o ex-jogador Marcelinho Carioca explicou o que muito torcedor da equipe do Parque São Jorge sempre se perguntou: o motivo por ter sido tão pouco utilizado na Seleção Brasileira ? foram apenas três jogos com a camisa verde-amarela. Em entrevista ao programa Agora é Tarde, da Rede Bandeirantes, o ex-meio-campista afirmou que a razão era pessoal pelo menos enquanto Vanderlei Luxemburgo foi técnico do time.



Ao ser perguntado pelo apresentador Danilo Gentili se a história de ter ficado com uma mulher que interessava a Vanderlei Luxemburgo era verdadeira, o jogador finalmente confirmou publicamente.

"É verdade. Não sou hipócrita de falar. Às vezes as pessoas chegam na TV e querem fazer cena. Sabia que poderia estar no grupo, mas passei uma imagem muito dúbia para as pessoas, metia faixa de Jesus e tinha peguete escondida, brigava em campo", lembrou o jogador, antes de completar sobre o famoso caso, até então não confirmado, e ainda tirar sarro de Luxemburgo.

"Isso gerou um desconforto com o Vanderlei. Tive esse episódio com ele. A mulher era maravilhosa. Ele me tirou da Seleção, mas não tinha como deixar, ela era linda demais. Ela falou assim: "não quero velho, não, quero o pretinho"", brincou o jogador.

A declaração de Marcelinho Carioca não é estranha se lembrada a relação deteriorada entre o ex-jogador e o atual treinador do Fluminense, que vê o ex-corintiano como um desafeto confesso. No Corinthians, o ídolo da torcida brigou com Ricardinho e com o técnico em 2001, que afastou o atleta do time. Em entrevistas posteriores, o ex-meio-campista disse que chegou a ?dar porrada em Vanderlei?. Recentemente, o atual político chegou a contar que pediu perdão a Luxemburgo.

Na atração da Bandeirantes, o ex-jogador tentou justificar a declaração apontando que o que mais lhe prejudica em sua vida talvez seja o fato de ser bastante sincero. "A verdade, ela perdoa. A mentira é pega a qualquer momento. Eu sou o que sou e talvez me prejudique às vezes por falar demais?.

Fonte: Terra