Marcos põe cargo à disposição, mas clube promete mantê-lo

Marcos põe cargo à disposição, mas clube promete mantê-lo

Após se aposentar, Marcos foi contratado pela gestão de Arnaldo Tirone para trabalhar internamente, mas não lhe foi designada uma função específica

O ex-goleiro Marcos foi ao escritório do novo presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, para conversar sobre sua atuação no clube. O ídolo da torcida explicou que, embora receba salário de cerca de R$ 50 mil, não tem sido acionado e colocou seu cargo à disposição. Nobre, porém, vai mantê-lo no clube e promete usá-lo mais.

Após se aposentar, Marcos foi contratado pela gestão de Arnaldo Tirone para trabalhar internamente, mas não lhe foi designada uma função específica. A intenção da diretoria de Paulo Nobre, agora, é ter o ex-goleiro como um embaixador do clube.

Aposentado oficialmente do futebol desde o início de janeiro de 2011, Marcos assinou na gestão Tirone um contrato de imagem com duração de três anos para representar o Palmeiras em eventos e campanhas especiais e em contato com autoridades e grandes empresas.

Na época, a ideia era que ele atuasse como um embaixador do clube, auxiliando em diversas ações de marketing e de licenciamento de produtos.

O ex-goleiro iniciou oficialmente na nova função em um jogo contra o Horizonte, no Ceará, pela Copa do Brasil. Ele se encontrou com executivos e torcedores que participaram de uma promoção.

Marcos acompanhou o time em outras viagens, como no duelo contra o Coritiba, quando a equipe sagrou-se campeã da Copa do Brasil. Ele ainda acompanhou a delegação em algumas partidas da reta final do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Folha