Marin minimiza liminar da Portuguesa: "estou tranquilo"

José Maria Marin, afirmou que está tranquilo que o torneio transcorrerá normalmente


Marin minimiza liminar da Portuguesa:
A liminar conquistada pela Portuguesa, exigindo sua participação na Série A do Campeonato Brasileiro de 2014, parecem não ter abalado a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Em entrevista concedida durante a eleição dos membros do Conselho Deliberativo do São Paulo, o presidente da entidade, José Maria Marin, afirmou que está tranquilo que o torneio transcorrerá normalmente, com a presença do Fluminense e sem a equipe lusitana.

"Confio no nosso departamento jurídico. A tabela será cumprida, estou tranquilo", afirmou Marin. A liminar determinando a suspensão da decisão do do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) foi concedida pelo juiz Miguel Ferrari Junior, da 43ª Vara Cível de São Paulo.

A punição do STJD retirou quatro pontos do clube do Canindé pela escalação irregular do meia Héverton, na última rodada do Brasileiro. Por essa razão, o clube foi ultrapassado pelo Fluminense na classificação geral e terminou a competição entre os quatro últimos.

Entretanto, a decisão não rebaixaria o Fluminense, mas sim o Flamengo. A liminar concedida pelo juiz não abrange a perda dos pontos do time rubro-negro pela escalação irregular de André Santos. Na tabela oficial da CBF, o time tricolor terminou na 15ª posição. O rival, por sua vez, foi o 16º, enquanto a Portuguesa terminou em 17º após o julgamento do STJD.

Marin comentou que foi participar da votação para eleger os membros do Conselho do São Paulo em consideração ao presidente do clube, Juvenal Juvêncio. "Vim votar por gratidão ao Juvenal e à diretoria", afirmou o presidente da CBF, que elogiou a administração do colega e as condições do Estádio do Morumbi, onde está sendo realizada a eleição.

Fonte: Terra, www.terra.com.br