Mark Webber publica nota e minimiza polêmica

Quem estiver à frente na tabela pode ter preferência em alguns casos, segundo o piloto

Três dias após expor publicamente seu descontentamento com a Red Bull, depois de vencer o GP da Inglaterra de Fórmula 1, o australiano Mark Webber divulgou uma nota em seu site oficial para tentar minimizar a crise interna na equipe, que luta pelo título da temporada de 2010 da categoria.

Irritado com o fato de a Red Bull ter tirado uma asa dianteira de seu carro antes do treino classificatório de sábado (10) para colocar no bólido do alemão Sebastian Vettel, o australiano disse que sua vitória em Silverstone não foi "nada mal para um segundo piloto", além de declarar a na entrevista após a corrida que não renovaria contrato com a escuderia caso soubesse que seria tratado desta forma.

Depois de conversar com os chefes da escuderia, Webber, de 33 anos, amenizou o discurso e negou qualquer inimizade com Vettel.

- Seb e eu não somos inimigos, mas apenas dois pilotos que estão trabalhando duro e querendo fazer o melhor para nós e para a equipe. Compartilhamos informações livremente em reuniões de equipe para contribuir com o desenvolvimento e o aperfeiçoamento dos nossos carros.

De acordo com ele, sua insatisfação aconteceu porque os motivos da troca da peça não haviam ficado claros na tarde de sábado. A justificativa da Red Bull foi que Vettel estava à frente no campeonato, motivo que Webber disse compreender, agora, e prometeu respeitar

- Como qualquer outro piloto do grid, eu queria ter a maior chance possível de sucesso. Tivemos uma reunião na fábrica e agora está claro que, se tivermos um improvável dilema como este de novo, a preferência será de quem tiver mais pontos.

Webber também tentou explicar sua própria definição como "segundo piloto", pouco após cruzar a linha de chegada do GP da Inglaterra.

- Aquilo foi um exemplo do sarcasmo australiano, o que pode ser bom ou ruim, dependendo do ponto de vista.

Fonte: R7, www.r7.com