Massa nega ter ficado magoado com Alonso; Ferrari não fala sobre manobra polêmica

Massa nega ter ficado magoado com Alonso; Ferrari não fala sobre manobra polêmica

Espanhol afirmou que ultrapassagem na entrada dos boxes sobre o companheiro foi "normal"

Felipe Massa, Fernando Alonso e a Ferrari evitaram criar mais polêmica por causa da manobra do espanhol sobre o brasileiro no GP da China, neste domingo (18), e procuraram minimizar o incidente nas declarações à imprensa.

Alonso ultrapassou Massa na curva da entrada dos boxes, se aproveitando de um erro do brasileiro. Como os dois entraram juntos - não podiam esperar uma volta por causa do aumento na chuva -, Massa perdeu cerca de quatro segundos até que o companheiro trocasse os pneus.

O brasileiro perdeu algumas posições e terminou a corrida na nona colocação. Alonso, que depois se recuperou na prova e ultrapassou alguns carros, ficou em quarto.

O italiano Stefano Domenicali, chefe de equipe da Ferrari, evitou se posicionar e disse que "não há discussão" sobre a manobra.

- O Fernando é um corredor, e Massa se comportou muito, mas muito bem. Não é fácil, sei como é esse sentimento. Mas esse episódio não mudou nossa filosofia, o que é mais importante.

Já Felipe Massa disse que vai falar com Alonso, mas porque os companheiros conversam "sobre tudo" envolvendo trabalho. Questionado se estava bravo com o espanhol pela manobra, Massa respondeu "não".

..- Eu saí mal da penúltima curva e patinei um pouco, e ele botou o carro do lado. Eu estava entrando nos boxes, e vi que ele também. O que eu fizesse ali poderia causar um acidente, e não era essa a ideia, pensando na equipe.

Alonso, por sua vez, se defendeu e disse que foi uma "coisa normal" e argumentou que a polêmica só ocorreu porque os dois são companheiros de equipe. Além disso, negou que o incidente afetará a relação entre os dois.

- Sempre que dois carros iguais lutam, há polêmica; se fossem carros diferentes, não haveria nenhum problema. Acho que o Felipe patinou um pouco na última curva e eu fiquei em vantagem na entrada do pitlane. [A ultrapassagem] Ocorreu por causa da má saída dele na última curva e uma superfrenagem minha. Não foi nada agressivo, foi uma coisa matemática.

Fonte: R7, www.r7.com