Felipe Massa precisa de boa corrida para evitar disparada no GP de Bottas

A largada do GP do Bahrein será às 12h (de Brasília) deste domingo

Há uma semana, Felipe Massa ouviu da Williams que precisaria abrir passagem para Valtteri Bottas no GP da Malásia de Fórmula 1. A frase foi "Valtteri está mais rápido do que você", uma repetição da ordem dada pela Ferrari no GP da Alemanha de 2010, quando o brasileiro deixou Fernando Alonso passar para vencer a corrida.

Em Sepang, no entanto, Massa não respeitou a ordem, se manteve na frente e terminou a corrida em sétimo, com Bottas meio segundo atrás. A atitude da Williams rendeu críticas de fãs e até de parte da imprensa especializada, o que fez com que a escuderia se desculpasse pela polêmica. "Não lidamos bem", admitiu a chefe Claire Williams.

Massa está novamente no sétimo lugar, dessa vez no grid do GP do Bahrein, terceira corrida do ano. Mas ficou três décimos e quatro posições atrás de Bottas, que larga em terceiro, apenas com as duas Mercedes, do pole Nico Rosberg e do inglês Lewis Hamilton, à frente.

O brasileiro necessita de uma boa largada e um bom resultado final para manter seu status na escuderia. A ameaça do jovem finlandês de 24 anos já se mostrou real, com os dois andando muito próximos na pista. Na segunda parte da classificação do Bahrein (o Q2), ambos cravaram exatamente a marca de 1min34s843.

Mas no Q3, Bottas se deu melhor, enquanto Massa errou. "Fui ultrapassar um carro e me posicionei não tão bem para a curva a seguir, a 7, o que fez o carro sair de traseira", admitiu. Sobre Bottas largar na sua frente pela primeira vez na temporada, Massa foi seco: "Ele conseguiu fazer uma bela volta e registrou o tempo possível. Eu, não".

Tirado do GP da Austrália pela Caterham de Kamui Kobayashi ? Bottas foi quinto na corrida ?, Massa tem oito pontos a menos do que o finlandês no Mundial de Pilotos. E essa vantagem aumenta se Bottas terminar à frente do brasileiro no Bahrein. Caso as posições de largada se mantenham na corrida, por exemplo, a folga do finlandês subiria para 15 pontos.

Não seria o cenário ideal para o piloto em seu primeiro ano na Williams após as últimas quatro temporadas na Ferrari, onde sempre ficou atrás de Fernando Alonso.

O desempenho da Williams, pelo menos, anima o brasileiro. Apesar da grande vantagem das duas Mercedes, a escuderia inglesa tem mostrado desempenho para brigar com as outras "melhores coadjuvantes", como Red Bull, McLaren, Ferrari e Force India, e buscar o pódio.

"O importante é que temos carro para lutar até por um lugar no pódio. Não vai ser fácil ultrapassar os adversários com motor Mercedes que estão na minha frente, mas vamos tentar", disse Massa. E lembrou algumas características favoráveis do modelo FW36-Mercedes da Williams capazes de ajudá-lo. "Está todo mundo crítico de gasolina aqui e o nosso consumo está dentre os melhores."

Além disso, Massa também tem um retrospecto favorável em GPs do Bahrein, com duas vitórias (2007 e 2008) e um segundo lugar (2010), sempre pela Ferrari.

A largada do GP do Bahrein será às 12h (de Brasília) deste domingo.

Fonte: UOL