Massa vê barreiras para acerto entre Alonso e Ferrari

Contra as especulações, Massa tem ao seu favor resultados superiores em relação a Raikkonen

A Ferrari amarga uma temporada decepcionante na Fórmula 1, mas continua valorizada. Durante a semana, o jornal As, da Espanha, movimentou os bastidores ao noticiar que a escuderia italiana já teria um acerto com o piloto espanhol Fernando Alonso. O finlandês Kimi Raikkonen correria risco maior de perder a cadeira, apesar do título mundial de 2007.

O brasileiro Felipe Massa, um dos titulares do famoso carro vermelho, vê com desconfiança essas informações envolvendo a chegada do bi mundial. Ele lembra que não seria simples a Ferrari quebrar o vínculo com um dos seus pilotos.

"Os contratos entre piloto e a Ferrari são muito bem feitos. Se for acontecer algo assim, precisa ocorrer um acerto", alertou o vice-campeão da temporada passada, uma das estrelas de um jogo de futebol beneficente na tarde de sábado, em Barueri.

Contra as especulações, Massa tem ao seu favor resultados superiores em relação a Raikkonen a partir de 2008. Ano passado, o brasileiro perdeu a disputa pelo primeiro lugar da classificação, com o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, por apenas um ponto.

Em 2009, dentro de todas as limitações do carro da Ferrari, o brasileiro também está melhor. Depois de oito provas, Massa soma 16 pontos contra apenas 10 de Raikkonen.

Segundo as notícias vindas da Europa, Alonso seria anunciado pela Ferrari no início de setembro, durante o final de semana do GP da Itália. A chegada do bicampeão já renderia à escuderia um acordo com um banco espanhol - os valores especulados do patrocínio chegam a quase R$ 50 milhões por ano.

"Dentro da Ferrari, eu não ouvi nada sobre essa mudança", disse Massa, utilizando um discurso óbvio. "O que posso dizer é que o time tem dois pilotos com contrato até o final de 2010", emendou.

Alonso parece empenhado em realizar o sonho de pilotar um dos carros Ferrari. No mês passado, ele voltou a elogiar toda a tradição e a marca alcançada pelo time de Maranello na Fórmula 1.

Fonte: Terra, www.terra.com.br