Pan: Após morte do pai, Maurine marca e diz: "Deixei tristeza de fora"

Pan: Após morte do pai, Maurine marca e diz: "Deixei tristeza de fora"

Maurine conseguiu transformar a dor pela morte do pai, no último domingo, em motivação

Maurine conseguiu transformar a dor pela morte do pai, no último domingo, em motivação. Autora do gol da Seleção Brasileira feminina na vitória por 1 a 0 sobre o México, na última terça-feira, ela comemorou o apoio do grupo depois de ter tomado a decisão de permanecer em Guadalajara para seguir na disputa dos Jogos Pan-Americanos.

- Quando o juiz apitou o início do jogo, deixei a tristeza do lado de fora e fui em busca do objetivo. Os últimos dias não foram fáceis, mas minhas companheiras me fizeram sorrir e me motivaram. Depois de marcar o gol, não consegui segurar a emoção e chorei - lembrou.

No entanto, Maurine afirmou que a homenagem ao pai, Brasil Gonçalves, não está completa. Segundo ela, o próximo objetivo é conquistar a medalha de ouro, cumprindo uma promessa feita antes da viagem da lateral para o México.

- Esse gol vai significar tudo para mim. Vou lembrar para o resto da vida que foi um gol que dediquei ao meu pai. Mas quando fui visitá-lo no hospital, ele pediu que eu voltasse com a medalha de ouro. Por isso, vou fazer de tudo para voltar ao Brasil com esse título e homenageá-lo.

Fonte: GloboEsporte