Medalhista olímpica do iatismo é presa acusada de tráfico de crianças

Hoje com 50 anos, a ucraniana está sendo acusada de envolvimento em tráfico de crianças


Medalhista olímpica do iatismo é presa acusada de tráfico de crianças

Larysa Moskalenko, medalha de bronze na classe 470 do iatismo nos Jogos Olímpicos de Seul 1988, foi presa na Itália. Hoje com 50 anos, a ucraniana está sendo acusada de envolvimento em tráfico de crianças e, se a suspeita for confirmada, a ex-atleta deve passar muitos anos detida.

De acordo com informação divulgada pelo ?II Sito di Palermo?, a polícia local investigou Moskalenko por um longo período. Durante esse tempo, eles concluíram que a ucraniana estaria envolvida em uma rede internacional que leva crianças com idade inferior a cinco anos para a Europa.

Segundo a publicação, as crianças eram recebidas pela ex-iatista na região da Sicília, na Itália. No mesmo local, a medalhista olímpica possui uma empresa responsável pelo aluguel de iates, fato que intensificou as investigações policiais.

Residente na Itália desde 1993, Moskalenko obteve destaque nas Olimpíadas de Seul. Quatro anos depois, a atleta ainda marcou presença nos Jogos de Barcelona, mas não teve resultado expressivo. Após a olimpíada na Espanha, a ucraniana teve a carreira comprometida depois de sofrer um grave acidente.

Fonte: torcedores.com