Média de gols do São Paulo cai pela metade sem a presença de Ganso

Segundo Ceni, a ausência do jogador atrapalhou a equipe.

Após o empate por 0x0 entre São Paulo e Chapecoense, disputado no Morumbi, o capitão tricolor, Rogério Ceni, saiu reclamando das poucas oportunidades criadas pela equipe na partida. Mesmo assim, o time chegou no G4 ao atingir 42 pontos.

Na opinião do goleiro, a ausência de Paulo Henrique Ganso atrapalhou a equipe, que não conseguiu criar boas jogadas ofensivas para superar a forte marcação catarinense.

"A gente sabe da gangorra que o time mostra em alguns jogos, bons e maus jogos. Foi um jogo mais ou menos. O placar reflete o que aconteceu. O Ganso faz falta para o meio-campo, a criatividade dele", disse o capitão ao canal Premiere após o apito final.

E a reclamação do goleiro é coerente: com o camisa 10 em campo, algo que ocorreu em 21 dos 26 jogos no Brasileiro, a média de gols do São Paulo é de 1,42 por jogo. Sem o seu principal articulador, a média de bolas na rede adversária cai para pouco menos da metade: 0,42 gols por confronto. Com cinco assistências no principal torneio de clubes brasileiros, Ganso está apenas a "dois passes" de assumir a ponta junto com Giovanni Augusto, do Atlético-MG, e Giuliano, do Grêmio.

Image title


Fonte: Uol