Médico minimiza, mas Washington deve anunciar final da carreira

Médico minimiza, mas Washington deve anunciar final da carreira

Atacante do Fluminense convocou entrevista coletiva para quinta-feira (13).

Médico particular do atacante Washington, Constantino Constantini disse que os exames cardíacos do jogador não tiveram nenhuma alteração com relação a anos anteriores e, portanto, ele tem condições de continuar a sua carreira no Fluminense. No entanto, o R7 apurou com uma fonte do clube carioca que o atacante deve mesmo anunciar a aposentadoria do futebol na entrevista coletiva convocada para esta quinta-feira (13), em Mangaratiba (rj).

Constantino disse que apenas aconselhou o jogador a fazer o que ele achar melhor para a vida dele.

- Ele está apto a jogar. A única coisa que eu ponderei com ele é se ele está preparado para ser um reserva de luxo no Fluminense. Talvez, com 35 anos, ele queira aproveitar mais a família e a vida.

Em 2002, quando jogava pelo Fenerbahce (Turquia), Washington descobriu que sofria de um problema cardíaco em um exame de rotina. Depois disso, chegou a ficar mais de um ano afastado dos gramados. Quem o devolveu esperança de retomar sua profissão foi justamente o médico Constantino Constantini, que trabalha em Curitiba.

Em 2004, ele voltou a jogar, agora no Atlético-PR. Neste ano, foi vice-campeão brasileiro, e, com 34 gols, tornou-se o maior artilheiro da competição na era dos pontos corridos (desde 2003).

Constantino disse que Washington deve ter reavaliado a sua situação profissional durante as férias.

- Eu acho estranho que, há um mês, nós demos uma entrevista conjunta aqui em Curitiba e ele estava empolgadíssimo com a oportunidade de jogar a Libertadores. Era o grande sonho da carreira dele.

Em 2010, Washington foi campeão brasileiro pelo Fluminense, mas encerrou o ano sob críticas pelo jejum de 15 partidas sem marcar na reta final da competição.

Além de Fluminense, Fenerbahce e Atlético-PR, Washington jogou por São Paulo e Ponte Preta, entre outros clubes. Quando jogava pelo clube de Campinas, ele foi convocado pelo técnico Émerson Leão para a seleção brasileira, em 2001.

Fonte: R7, www.r7.com