Meia Felipe acerta seu retorno ao Vasco

Meia Felipe acerta seu retorno ao Vasco

Jogador acerta detalhes com clube e depende apenas da liberação do Al Sadd

Felipe voltou. Após dez anos longe de São Januário, o filho à casa torna. Formado no clube, ele acertou por um contrato até o fim de 2012 com o Gigante da Colina após reunião com o empresário Rodrigo Pitta e o diretor executivo Rodrigo Caetano nesta quarta-feira. A única pendência a liberação do Al Sadd, do Qatar, o que não deve ser problema, até pelo bom relacionamento do atleta com os xeiques. Felipe retorna ao Cruzmaltino com a missão de ser o principal jogador da equipe no segunda semestre, já que Carlos Alberto segue com futuro indefinido.

O Vasco venceu uma queda de braço com o Flamengo. O projeto apresentado ao meia é o mesmo que foi levado a Juninho Pernambucano. Como o apoiador recusou a proposta cruzmaltina, a verba será investida no jogador.

- Estou muito feliz pelo retorno. É como diz o ditado: o bom filho à casa torna. E volto mais amadurecido. O Flamengo também fez a proposta, mas optei pelo Vasco. É um projeto legal que tem como objetivo dar a torcida uma referência ? disse ele.

Felipe revelou ainda que atuará com o número 6, mesmo da sua primeira passagem pelo clube. Ele viaja na sexta-feira para o Qatar para tentar a liberação com o Al Sadd. O meia tem contrato até 2011, mas pelo bom relacionamento que tem com os xeiques pelos quatro anos que defendeu o clube, não deverá encontrar resistência.

- Foram cinco anos no Qatar e tenho uma vida lá ? contou o jogador, que precisa ainda resolver os problemas quanto à mudança para o Rio de Janeiro.

Como se trata de uma transferência internacional, Felipe só poderá atuar em agosto, contra o Vitória, pela 13ª rodada do Nacional. É o mesmo caso de Zé Roberto, contratado em março junto ao Schalke 04, da Alemanha. Além do meia, o Vasco fechou a contratação do lateral-direito Julio Irrazábal, do Cerro Porteño. Outros dois nomes estão muito perto de um desfecho positivo: Washington, do São Paulo, e Éder Luis, do Benfica.

O retorno de Felipe remeterá os torcedores aos bons tempos do time, que contava ainda com Pedrinho, Juninho Pernambucado e Carlos Germano, passando por Romário e Euller, por exemplo. Campeão brasileiro em 1997 e 2000, da Libertadores e do Estadual em 1998, do Rio-São Paulo em 1999, e da Mercosul em 2000, ele viveu um dos melhores momentos do clube.

Fonte: Globo Esporte