Messi alcança recorde, mas Barça tropeça no Celta de Vigo fora de casa

Com gol sobre os galegos, argentino balança as redes de todos os rivais da primeira divisão e chega a 19 rodadas marcando, mas não garante triunfo

O pensamento do Barcelona estava longe do estádio Balaídos neste sábado. Com o duelo contra o Paris Saint-Germain na terça-feira, pela Liga dos Campeões, o time catalão escalou um time misto e ficou apenas no empate em 2 a 2 com o modesto Celta de Vigo, fora de casa, pela 30ª rodada do Campeonato Espanhol. Nem mesmo o gol de Messi salvou o dia. Capitão da equipe pela primeira vez, ele alcançou mais uma marca expressiva ao balançou as redes de todos os adversários da primeira divisão em seqüência numa temporada. Já são 19 rodadas consecutivas fazendo gols no torneio.

Com o tropeço, o Barcelona chegou a 75 pontos, contra 61 do Real, que enfrenta o Zaragoza mais tarde. Já o Celta segue em situação complicada, apesar do bom resultado: o time tem 24 pontos, e agora ocupa a 18ª posição da liga espanhola, ainda na zona de rebaixamento.



Time misto em campo

De olho na partida contra o Paris Saint-Germain, pela Liga dos Campeões, o técnico Jordi Roura optou por mudar a escalação blaugrana. Iniesta, Mascherano Busquets e Villa ficaram no banco de reservas, enquanto Xavi, Pedro, Puyol, Alba e Adriano ficaram fora por lesão ? Valdés ainda cumpre suspensão pela expulsão contra o Real Madrid.

Talvez por conta da ausência de alguns titulares, o Barcelona esteve muito abaixo do normal no primeiro tempo. Apesar de ter maior posse de bola, como usual, o time pouco ameaçou o gol do Celta, insistindo em lançamentos em profundidade, facilmente anulados pela boa defesa galega.

Maior estrela dos blaugranas, Messi também estava apagado. Tanto que passou a recuar para o meio de campo, tentando organizar as jogadas ofensivas da equipe, sem muito sucesso. Fàbregas e Sánchez também estavam mal e não ajudavam o argentino.

Com isso, o Celta acabou levando mais perigo. A primeira boa chance veio aos 29 minutos, quando, ao tentar cortar um cruzamento, Piqué quase fez contra, obrigando Pinto a fazer boa defesa. No rebote, Orellana finalizou com força, mas o goleiro salvou novamente.



Partida melhora no fim do primeiro tempo

Aos 38 minutos, não teve jeito. Em rápido contra-ataque, Orellana recebeu dentro da área, limpou Bartra e chutou cruzado. Natxo Insa, com oportunismo, desviou a bola e mandou para o fundo das redes: 1 a 0 Celta.

A vantagem, porém, não durou muito. Aos 43, a estratégia do Barça, enfim, deu resultado. Messi recuou para o meio e deu ótimo passe para Tello, que sai na cara do gol. O atacante bateu colocado, no cantinho, sem chance para Vara, e deixou tudo igual.

Messi faz história, mas Celta surpreende

Quem esperava um segundo tempo mais movimentado após os minutos finais da primeira etapa se decepcionou. O Barcelona voltou a diminuir o ritmo de jogo e pouco ameaçava o gol de Varas. O Celta, por sua vez, não conseguia achar espaços para contra-atacar.

O ritmo lento só foi interrompido por Messi. Aos 28 minutos, ele lançou para Tello na esquerda e invadiu a área para completar o cruzamento do companheiro e balançar as redes, colocando o Barça na frente.

Em vantagem, o time visitante passou a se dedicar a administrar o jogo, tocando a bola com tranquilidade. A estratégia parecia dar certo, mas no fim, veio a surpresa. Aos 43 minutos, Orellana cruzou da direita, e Oubiña, livre no segundo pau, cabeceou colocado para deixar tudo igual, fazer a festa da torcida galega e punir a displicência do Barcelona.

Fonte: GloboEsporte