Enterro de Leandro Feijão é marcado por emoção de parentes e amigos

Enterro de Leandro Feijão é marcado por emoção de parentes e amigos

o corpo do atleta foi acompanhado por um grande número de amigos e familiares, todos muito emocionados.

Sob clima de forte emoção, aconteceu na manhã deste sábado o enterro do lutador de MMA Leandro Feijão. Sepultado na manhã deste sábado em Inhaúma, subúrbio do Rio de Janeiro, o corpo do atleta foi acompanhado por um grande número de amigos e familiares, todos muito emocionados.

A mãe do lutador, dona Selma, estava inconsolável, e precisou ser amparada por parentes e pelas duas irmãs de Leandro, Taísa e Taiane. As jovens estavam usando, cada uma, uma luva dele, que foram colocadas junto ao caixão na gaveta em que o corpo foi sepultado. Um grande número de pessoas, entre eles membros da equipe Caçadores, esteve presente. Todos rezaram e cantaram gritos de "Ele merece". Sua mãe gritou depois: "Ele merecia muito mais. Era um guerreiro!"

Pouco após o sepultamento, um grupo da equipe Nova União chegou ao cemitério. Entre os presentes estavam o treinador Dedé Pederneiras, Andrews Tigrão (que estava com Feijão quando ele passou mal, na quinta-feira), Rony Markes, José Aldo, Dudu Dantas e Raoni Barcelos. Eles foram até o caixão prestar homenagens ao companheiro e os respeitos à família. Dedé rezou algum tempo, e conversou com a tia de Leandro, dona Elma.

Durante a conversa, foi dito que Leandro treinava em mais de uma academia, e não só na Nova União, onde sempre lher teria sido oferecido o acompanhamento de fisioterapeuta, fisiologista, nutricionista, médico e toda a estrutura necessária para os treinos. Segundo Dedé Pederneiras, Leandro teria optado fazer os procedimentos de corte de peso da forma como já havia feito em outras ocasiões. Dedé também explicou que ele passou mal após fazer a sauna. A tia do atleta disse que tinha que ser apurado que outras academias receberam e treinaram seu sobrinho, por não querer responsabilizar ninguém injustamente. Ela também fez questão de dizer que ele não tinha nenhuma doença, já que é a enfermeira da família e que sempre cuidou da saúde de todos.

Fonte: Terra