Carlos Alberto Parreira diz que fase no Barça não afeta Neymar na Copa

Carlos Alberto Parreira diz que fase no Barça não afeta Neymar na Copa

Se pelo Barcelona Neymar marcou apenas um gol neste ano, pela Seleção os números são melhores.

Contratado cercado de expectativas, Neymar vive um momento delicado no Barcelona. A polêmica envolvendo os valores de sua contratação e as recentes atuações discretas aumentaram as cobranças sobre o brasileiro, que já não é mais unanimidade entre os torcedores catalães.

Na seleção brasileira, no entanto, a confiança é plena em seu camisa 10. Desde a Copa das Confederações, Neymar assumiu de vez o papel de protagonista do time de Luiz Felipe Scolari. Nesta quarta-feira, em Teresópolis, durante a reinauguração da Granja Comary, que estava fechada há dez meses para reforma, o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira minimizou as críticas da imprensa espanhola em relação ao atacante e garantiu que Neymar será um dos grandes nomes da Copa do Mundo.

- Nós não estamos preocupados com o Neymar. Ele tem nossa confiança. Lá fora, evidentemente, ele está incomodando muita gente. É claro que ele é muito jovem ainda. Mas o Neymar superou etapas. Se me perguntassem há quatro anos, eu diria que a Copa do Mundo dele seria a de 2018. Mas pela qualidade dele, que é excepcional, ele superou etapas, pegou atalhos. Fez uma Copa das Confederações maravilhosa e, com certeza, confiamos no Neymar e sabemos que ele repetirá as atuações da Copa das Confederações na Copa do Mundo, independentemente do que aconteça no Barcelona.

Carlos Alberto Parreira não se aprofundou sobre o momento de Neymar no Barcelona, mas reiterou sua confiança no futebol do atacante. Para ele, o brasileiro ainda passa por um período de adaptação ao clube catalão. Em 2014, Neymar marcou apenas um gol pelo time espanhol.

- É apenas o primeiro ano dele no Barcelona. O Messi, por exemplo, está lá desde os 12 anos. São 14 anos de clube até chegar ao auge ? frisou Parreira.

Se pelo Barcelona Neymar marcou apenas um gol neste ano, pela Seleção os números são melhores. Na única partida do time de Scolari neste ano, na vitória por 5 a 0 contra a África do Sul, em amistoso em março, o camisa 10 foi às redes em três oportunidades.

Fonte: G1