Morre Sid Watkins, ex-médico da F1 que atendeu Senna em 1994

Watkins foi o chefe da equipe médica da Fórmula 1 entre 1978 e 2005

O neurocirurgião inglês Sid Watkins morreu nesta quarta-feira aos 84 anos. A informação foi divulgada à tarde, por veículos como o site GP Update.net e a rádio BBC5, mas a causa da morte não foi oficialmente anunciada.

Watkins foi o chefe da equipe médica da Fórmula 1 entre 1978 e 2005, atuando como delegado da equipe médica e de segurança da FIA, realizando o primeiro atendimento em caso de acidentes. Esteve na categoria entre diversas funções por cerca de quatro décadas, atuando na modernização das condições de segurança da F1 e salvando diversas vidas.

Watkins foi responsável por evitar tragédias em acidentes de pilotos como Martin Donnelly (Espanha 1990) e Erik Comas (Bélgica 1992). O britânico ainda foi o primeiro a socorrer Ayrton Senna no acidente do brasileiro no Grande Prêmio de San Marino de 1994, na última batida fatal da Fórmula 1 desde então.

Laureado com o Prêmio Mario Andretti em 1996 e com a Excelentíssima Ordem do Império Britânico em 2002, até o fim de 2011, Watkins atuava como presidente do FIA Institute. Ele deixa seis filhos, além da viúva. Entre diversos fãs e pilotos, o fato foi bastante lamentado.

"Estou muito triste por saber a respeito da morte do professor Sid Watkins. Todos os pilotos o amavam", afirmou o britânico Justin Wilson, ex-piloto de Jaguar e Minardi na Fórmula 1 e atualmente na Fórmula Indy.


Morre Sid Watkins, ex-médico da F1 que atendeu Senna em 1994

Fonte: Terra