Morre torcedor atleticano atropelado por rival

O jovem teve morte cerebral decretada na noite de segunda-feira

O estudante João Henrique Mendes Xavier Vianna, 21 anos, vítima de um atropelamento no último domingo, após o clássico entre Coritiba e Atlético-PR, em Curitiba, teve morte cerebral decretada na noite de segunda-feira e logo em seguida os aparelhos que o mantinham respirando foram desligados.

O atropelamento, causado por um Celta ocupado por cinco torcedores do Coritiba aconteceu no cruzamento das ruas Desembargador Westphalen e Engenheiros Rebouças, próximo à Arena da Baixada.



Além de João Henrique, o torcedor André Zerbinatti, 22 anos, teve a perna fraturada. O motorista do veículo, Krystofer Martins Salvador Lopes, de 20 anos, estava embriagado e fugiu do local após o atropelamento.

Detido a poucas quadras do local, Krystofer se recusou a fazer o bafômetro e foi encaminhado à Delegacia de Delitos de Trânsito de Curitiba (Dedetran).

Segundo o delegado Armando Braga, que conduz o caso, o motorista atropelou os torcedores do Atlético-PR em uma tentativa de fuga. Krystofer teria se deparado com o grupo, quando retornava do Estádio Couto Pereira, que passou a provocar e apedrejar o carro.

Além da morte, o clássico também deixou prejuízos materiais. A URBS (Urbanização de Curitiba S/A), empresa que gere o transporte público da capital paranaense divulgou o relatório inicial que aponta danos em 28 ônibus, prejuízo estimado em R$ 6,3 mil.

Fonte: Terra, www.terra.com.br