Morte do jogador Morosini em campo se deu por negligência

Os três médicos podem agora ser enviados ante a justiça.

Uma investigacão concluiu que foi "homicídio por negligência" da parte de três médicos a causa da morte do jogador Piermario Morosini durante uma partida em 14 de abril de 2011, indicou nesta terça-feira a imprensa italiana.

Os três médicos podem agora ser enviados ante a justiça se o juiz encarregado da investigação decidir isso em audiência preliminar fixada para 20 de fevereiro de 2014.

Os acusados em questão são o médico do clube Pescara, Ernesto Sabatini, do clube de Livorno, Manlio Porcellini, e dos serviços de emergência em Pescara (centro-este), Vito Molfese.

Morosini, jogador do Livorno, caiu em campo durante a partida Pescara-Livorno pela Série B (segunda divisãoi italiana) em 14 de abril de 2011.

O jogador tinha uma "cardiomiopatia aritmogênica", segundo o boletim médico de 250 páginas redigido pelo professor actado por el professor Cristian D"Ovidio.

Esta enfermidade genética rara, que transforma progressivamente as células musculares do coração em gordura, é difícil de detectar.

Depois do desmaio de Morosini, a imprensa acusou os serviços de socorro de não usar um desfibrilador e o atraso da ambulância que ficou presa por um carro estacionado diante da saída de emergência.

Os médicos avaliaram na ocasião que a utilização de um desfibrilador teria aumentado as possibilidades de salvar a vida do jogador.

Fonte: R7, www.r7.com