Mostrando superioridade, São Paulo vence, é vice-lider e palmeiras fica perto do Z-4

Mostrando superioridade, São Paulo vence, é vice-lider e palmeiras fica perto do Z-4

Com 66 pontos, o Tricolor segue quatro atrás do líder, que ainda tem um jogo a menos

São Paulo foi amplamente superior ao Palmeiras na noite deste domingo, principalmente no primeiro tempo, venceu por 2 a 0 no Morumbi, em jogo válido pela 34ª rodada do Brasileirão, e segue na perseguição ao Cruzeiro. Com 66 pontos, o Tricolor segue quatro atrás do líder, que ainda tem um jogo a menos (o São Paulo já disputou sua partida da 35ª rodada). E o Verdão se complica cada vez mais. Com 39 pontos, a equipe, que acumulou sua segunda derrota consecutiva, está apenas três à frente da zona da Chapecoense, primeiro dentro do Z-4. Para piorar, o time alviverde fecha o campeonato nacional sem vencer nenhum clássico.

O São Paulo voltará a campo pelo Brasileirão apenas no próximo domingo, no clássico diante do Santos, na Arena Pantanal, em Cuiabá. Na quarta, o Tricolor muda o foco e encara o Nacional, em Medelim, pela semifinal da Copa Sul-Americana, na Colômbia. Já o Palmeiras, na quarta-feira, estreia em sua nova arena contra o Sport, pelo Brasileirão.

O jogo

O São Paulo teve muito mais posse de bola e, logo no começo, só não abriu o marcador porque Prass fez milagre em cabeçada de Alan Kardec. Aos 21, o goleiro palmeirense não pôde fazer nada quando Luis Fabiano recebeu cruzamento de Hudson para balançar a rede. Foi o 100º gol do camisa 9 em Brasileiros com a camisa do São Paulo.

No Verdão, pouca coisa funcionou após o gol. Dorival Júnior apostou em Felipe Menezes como substituto de Valdivia, mas o meio-campista não apareceu. Quando tinha posse de bola, principalmente com Marcelo Oliveira, melhor do time, ninguém aparecia para receber. O Alviverde saiu mais para o jogo após ficar em desvantagem e teve uma grande chance, mas Henrique parou em Ceni. Kardec, em duas oportunidades, quase aumentou para os donos da casa.

Na etapa complementar, o jogo mudou completamente. O Palmeiras adiantou a linha de marcação e ameaçou o Tricolor, que ficou sem saída. O São Paulo também cometeu alguns vacilos de marcação no sistema defensivo, o que deixou Rogério Ceni transtornado. O problema do Verdão era que, se sobrava espaço, faltava qualidade. Individualmente, todas as peças ofensivas deixaram a desejar. Tanto que o camisa 1 tricolor, apesar de ver a bola passar perto de sua área, não trabalhou. Dorival Júnior, que acabou expulso de campo, ainda tentou dar novo gás com a entrada de Mazinho na vaga de Wesley, mas nada adiantou. E o São Paulo, na sua única finalização no segundo tempo, fez 2 a 0, com Rafael Toloi, para garantir a vitória.

 

Fonte: globoesporte