Motivado por Ronaldo, Roberto Carlos  "aposta" no marketing para lucrar

Motivado por Ronaldo, Roberto Carlos "aposta" no marketing para lucrar

Assim como Ronaldo, Roberto Carlos terá participação em ações de marketing do Corinthians

A participação de Ronaldo na contratação de Roberto Carlos foi fundamental. Do início ao fim, o atacante foi decisivo na chegada do camisa 6 ao Parque São Jorge. E como ainda possuem o mesmo empresário, não à toa seus contratos têm a mesma estrutura: o marketing ajudará a bancar seus salários acima do padrão brasileiro. Até o discurso na chegada foi parecido: ?chegou mais um para o bando, chegou mais um louco?, falou o lateral.

Roberto Carlos ficará com metade do valor dos patrocínios obtidos nesta parceria com o Corinthians

Foi Ronaldo quem convidou Roberto Carlos para jogar no Corinthians. Ciente que a diretoria buscava um substituto para André Santos, o atacante conversou com o amigo e em seguida avisou os dirigentes. Mano Menezes, no início, não via o lateral como primeira opção, mas também acabou convencido.

?O Ronaldo não é meu amigo, é meu irmão. É um cara com o qual aprendi muito. Convivi mais com ele do que com a minha família. É um motivo de orgulho poder trabalhar e dar risada com ele. O Ronaldo me trouxe a motivação para jogar aqui?, comentou Roberto Carlos.

Uma conversa entre o lateral e a comissão técnica por telefone foi fundamental na contratação. Feito isso, formular o contrato foi mais fácil. Roberto Carlos ganhará cerca de R$ 300 mil mensais, o segundo maior salário do elenco. Mas além disso, terá participação em ações de marketing para elevar seus rendimentos.

?Lançaremos uma linha de produtos do Roberto Carlos. Serão camisetas, bonecos, discos... Vai depender do que a fiel quiser, ela irá balizar nossas ações. O Roberto terá seu salário fixo, seus direitos de imagem e também uma participação nesses produtos?, explicou Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do clube.

Roberto Carlos também tentará levantar patrocínios. Ele ficará com 50% da receita que arrecadar junto com o Corinthians, que levará os outros 50%. ?O Roberto Carlos decidiu apostar no Corinthians?, comentou Rosenberg.

Com Ronaldo, o marketing também é fundamental. Afinal, além dos R$ 400 mil mensais, o camisa 9 ganha 80% dos patrocínios secundários do uniforme corintiano, como as marcas estampadas na parte inferior da camisa, nas mangas, nos ombros e nas axilas. No total, o Fenômeno ganhou cerca de R$ 1,1 milhão por mês, valor que deve aumentar neste ano, já que o clube promete patrocínios maiores.

A discussão do contrato foi facilitada pela relação estabelecida entre Fabiano Farah e a diretoria alvinegra. O empresário cuida da carreira de Ronaldo e Roberto Carlos e lida diretamente com o departamento de marketing. As partes discutem juntas os patrocínios secundários.

Foi graças a essa relação, por exemplo, que a contratação de Roberto Carlos foi oficializada muito depois de acertada. ?Nós já tínhamos apalavrado o acordo com ele, mas precisamos esperar o fim de seu contrato com o Fenerbahce?, confirmou o presidente Andres Sanchez.

O marketing, agora, espera lucrar com Roberto Carlos. Já lançou bonecos em miniatura do lateral e algumas camisetas personalizadas, além do uniforme de jogo com seu nome e número (6).

Fonte: AE/G1