Mourinho critica "cai-cai" de Neymar, e jornal quer campanha contra craque

Após reclamações de técnicos de Valladolid e Celtic, português cita o atacante para dizer que na Liga dos Campeões existe cultura do "cai-cai"

A fama de "cai-cai" tem perseguido Neymar na Europa. Após os técnicos Juan Ignacio Martínez, do Valladolid, e Neil Lennon, do Celtic, reclamarem do brasileiro, agora foi a vez de o polêmico José Mourinho, do Chelsea, criticar o brasileiro do Barcelona. Em entrevista coletiva neste fim de semana, o português citou o ex-santista e o italiano Balotelli, do Milan, como exemplos de atletas que simulam faltas. A declaração rendeu a manchete do jornal espanhol "Sport" da próxima segunda: "Campanha Anti-Neymar".


Mourinho critica

Segundo o site do diário "Mundo Deportivo" neste domingo, Mourinho usou os nomes de Neymar e Balotelli para dizer que na Liga dos Campeões há uma transparente "cultura do cai-cai".

- Nós vemos claramente que na Champions League existe a cultura do "cai-cai". Basta ver as atuações de Neymar em Glasgow, contra o Celtic, e de Balotelli em Amsterdã, no Ajax x Milan. Uma equipe terminou a partida com dez (em referência à expulsão de Brown contra o Barcelona) e outra foi penalizada com um pênalti nos últimos minutos. Essas ações me entristecem e me preocupam, porque eu também estou na briga pela Liga dos Campeões. Nós queremos ver agressividade, boas atuações, e não simulações - disse Mourinho.

A crítica do português se une às declarações recentes de Martínez e Lennon sobre Neymar. Após a derrota do Celtic para o Barcelona, semana passada, o técnico do time escocês reclamou do brasileiro:

- Ele (Neymar) tem certa reputação já. É um jogador brilhante, mas algumas vezes exagera em coisas que são pequenas. Não acho que o Neymar faça nenhum favor a si mesmo pela maneira como ele se comporta às vezes.

No sábado, Neymar fez um gol na vitória de 4 a 1 sobre o Valladolid e o Barça ainda reclamou de dois pênaltis não dados sobre o atacante. Depois do jogo, Martínez foi questionado sobre o brasileiro e evitou usar o termo "piscinero" (equivalente ao "cai-cai" no Brasil), mas deixou claro que estava irritado:

- Neymar tem um defeito, mas não vou dizer qual é. Todos sabem.

Para defender Neymar, o jornal "Sport" que irá às bancas na segunda-feira na Espanha reproduz imagens de falta sofrida por Neymar e cita os três treinadores para dizer que há uma "Campanha Anti-Neymar" na Europa. O diário faz ainda um balanço do número de faltas que o atacante sofreu e questiona se as marcações dos árbitros são realmente justas ou não.

Fonte: GloboEsporte