Mourinho contra premiação da Fifa: "Bola de Ouro não existe para mim"

O português, atualmente à frente do time do Chelsea, disse já ter ouvido de um jogador e de um treinador que seus votos haviam sido alterados.

O técnico José Mourinho disparou com força contra a Fifa e afirmou acreditar que a votação anual feita pela entidade para escolher o melhor jogador do mundo é uma fraude. O português, atualmente à frente do time do Chelsea, disse já ter ouvido de um jogador e de um treinador que seus votos haviam sido alterados.

O técnico José Mourinho disparou com força contra a Fifa e afirmou acreditar que a votação anual feita pela entidade para escolher o melhor jogador do mundo é uma fraude. O português, atualmente à frente do time do Chelsea, disse já ter ouvido de um jogador e de um treinador que seus votos haviam sido alterados.

- Na última temporada eu provei com um jogador e um treinador que os votos eram falsos e, para mim, não preciso de mais nada. Um jogador disse publicamente que o voto dele havia sido alterado e um treinador, também. A partir desse momento, para mim, a Bola de Ouro não existe - afirmou o treinado em entrevista à agência de notícias Lusa.

As fortes declarações de Mourinho vieram depois que ele foi questionado a respeito das chances do também português Cristiano Ronaldo ser eleito o melhor jogador da temporada. Os dois trabalharam juntos até junho deste ano no Real Madrid.

Ano passado, ele já havia se recusado a participar da cerimônia em Zurique, por causa da suspeita de irregularidades na votação.

Leia mais: http://extra.globo.com/esporte/vasco/mourinho-dispara-contra-premiacao-da-fifa-para-mim-bola-de-ouro-nao-existe-11069840.html#ixzz2nS72bCbd

- Na última temporada eu provei com um jogador e um treinador que os votos eram falsos e, para mim, não preciso de mais nada. Um jogador disse publicamente que o voto dele havia sido alterado e um treinador, também. A partir desse momento, para mim, a Bola de Ouro não existe - afirmou o treinado em entrevista à agência de notícias Lusa.

As fortes declarações de Mourinho vieram depois que ele foi questionado a respeito das chances do também português Cristiano Ronaldo ser eleito o melhor jogador da temporada. Os dois trabalharam juntos até junho deste ano no Real Madrid.

Ano passado, ele já havia se recusado a participar da cerimônia em Zurique, por causa da suspeita de irregularidades na votação.

Fonte: Extra