"Ouvi que era impossível ganhar no Camp Nou", diz José Mourinho

Faltou somente um gol para eliminar o rival nas quartas de final desta edição da Copa do Rei


Mourinho:

Ainda não foi dessa vez. Mas por muito, muito pouco. O Real Madrid sufocou o Barcelona em pleno Camp Nou, jogou melhor, e arrancou um empate, por 2 a 2, na última quarta-feira dentro da casa do adversário. Faltou somente um gol para eliminar o rival nas quartas de final desta edição da Copa do Rei. Mas o técnico do time da capital espanhola, José Mourinho, afirmou que antes do jogo o clima não era do menor otimismo. Pelo contrário. Segundo ele, houve até jogadores que disseram ser "impossível" ganhar do arqui-rival na Catalunha.

Talvez motivados pelo recente retrospecto, de apenas uma vitória nos últimos nove jogos, ou então pelo tabu de quatro anos sem ganhar no Camp Nou... Os motivos Mourinho não sabe, mas revela claramente que o time entrou em campo pressionado psicologicamente - e após a partida, é claro, percebeu que o Barcelona não é imbatível.

- Ouvi no vestiário que era impossível ganhar aqui. Perguntem a eles. Mas já joguei aqui com Inter, Chelsea e agora com o Real Madrid, pela Champions League. É uma situação familiar para mim. Sabíamos que seria difícil, mas eu vim com esperanças de conseguir a classificação e por pouco não alcançamos nosso objetivo - afirmou o treinador.

Depois do apito final, era claro o abatimento dos jogadores do Real. Mas não por terem sido, outra vez, derrotados impiedosamente. Não. A tristeza era por ter jogado melhor e não ter conseguido a vitória. O lateral Arbeloa ressaltou que o time perdeu a ansiedade e merecia ter melhor sorte.

- Conseguimos nos livrar do lado psicológico, do medo de perder para o Barcelona. É difícil sair com força após uma eliminação, mas acho que este jogo mostrou que podemos ganhar deles. Estou esperando já o próximo confronto - afirmou o defensor, que teve o discurso apoiado pelo zagueiro Pepe.

- Mostramos o espírito "madridista", o espírito de um grande grupo. Hoje fomos muito superiores ao Barcelona e estamos orgulhosos por termos feito o que fizemos. Os torcedores também podem se orgulhar desse time - completou.

O próximo confronto já marcado entre Real Madrid e Barcelona ainda vai demorar bastante para acontecer: somente no dia 22 de abril, novamente no Camp Nou, pela 35ª rodada do Espanhol. Caso mantenha os cinco pontos de frente na liderança até lá, o jogo pode até valer o título antecipado da liga espanhola para o Real.

Fonte: Globo Esporte