Muricy ataca de psicólogo no Palmeiras

Há quase um mês atrás, o Palmeiras era líder do torneio com cinco pontos de vantagem

A três rodadas do fim do Brasileiro, o técnico Muricy Ramalho se vê com outra missão, além de cuidar da parte técnica do Palmeiras. Terceiro colocado do Nacional depois de liderar a competição por quase três meses, o treinador tem de administrar o ânimo do elenco alviverde, que nesta quarta enfrenta o Grêmio, no Olímpico, em Porto Alegre.

Há quase um mês atrás, o Palmeiras era líder do torneio com cinco pontos de vantagem sobre o segundo colocado. No entanto, uma série de tropeços para equipes que habitam a zona de rebaixamento fez com que a equipe perdesse a posição de honra para o São Paulo ? foi derrotado por Náutico, Santo André e Fluminense, além de ter empatado com o Sport na última rodada.

- Eles (jogadores) têm de entender que a ansiedade é de todos. E precisam deixar isso de lado, pois são profissionais e precisam ter tranquilidade para jogar. Não podem ficar tensos e por isso não fazemos preleção motivacional. Precisam jogar livres. Futebol hoje em dia se tornou algo chato porque tem cobrança e uma loucura enorme. Eles precisam se divertir um pouco também quando jogam ? disse Muricy, campeão de três edições do Nacional com o São Paulo - 2006, 2007 e 2008.

Nas últimas conversas com a equipe, o treinador alviverde afirmou que abandonou as reuniões em grupos, adotando os papos individuais com alguns atletas que precisam de uma atenção especial.

Sobre a partida contra o Grêmio, equipe invicta nesta edição do Nacional jogando em casa, Muricy disse que não tem muito mistério para vencer. Na visão do palmeirense, os seus atletas têm de estar abastecidos com o máximo de informações sobre o rival para não temerem o confronto no Olímpico ou correrem o risco de entrarem desacreditados.

- Não adianta contar história para jogador. Tem de encher de informações para tirar a ansiedade de alguém. Precisam estar bem preparados e informados, como vai jogar, o esquema, possibilidades. Minha preparação é mais nesse tipo, de fazer eles acreditarem que podemos conseguir o título ainda.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com