Muricy culpa desgaste e desfalques em derrota para o S. Paulo

Muricy culpa desgaste e desfalques em derrota para o S. Paulo

"Infelizmente, a gente não se preparou para o jogo", disse.

Os jogadores titulares do Santos não sabem o que é perder um jogo desde o dia 15 de fevereiro. Na ocasião, a equipe da Vila Belmiro foi derrotada para o The Strongest, na Bolívia por 2 a 1. Na derrota desse domingo, por 3 a 2 diante do Santos, o culpado pelo revés, segundo Muricy Ramalho, foi o desgaste.

?Foi um grande clássico. Infelizmente, a gente não se preparou para o jogo como deveria e quem veio jogou?, disse o comandante, para eleger Ganso como o mais prejudicado pela maratona. ?Ele precisa estar bem fisicamente para jogar. Jogou tudo no Peru e foi quem mais sentiu a sequência. Quando não temos ele, fica complicado?, completou.

Nesses últimos 30 dias, o Santos já chegou a ser derrotado, mas estava em campo com o time completamente reserva. Foi na derrota por 3 a 1 diante do Mogi Mirim, válido pelo Paulistão. Tirando esse resultado, foram sete vitórias, com 20 gols marcados.

Para piorar a situação, Muricy Ramalho ainda não pôde escalar Juan, titular da lateral esquerda. Ele estava impedido de jogar por causa de uma cláusula contratual, já que seus direitos econômicos pertencem ao São Paulo. Henrique, meio de campo, também não pôde atuar.

?A gente sente um pouco quando alguns jogadores nossos saem. O Henrique fez falta na saída de bola e na bola alta. Ele também já estava no ritmo e o Adriano está voltando a jogar. O Juan também está fazendo a diferença, jogando muito. A gente tem que por os jogadores que tem no momento. Esse era o que a gente tinha de melhor?, completou Muricy Ramalho.

Agora, o time tenta descansar e esquecer o revés no clássico para enfrentar o Juan Aurich, do Peru, às 22h, no Pacaembu. O jogo está marcado para quarta-feira e vale para o returno da 1ª fase da Libertadores. O time da Vila Belmiro divide a liderança do grupo 1 com Internacional e The Strongest, todos com seis pontos.

Fonte: UOL