Na base da conversa, Muricy reduz cartões amarelos e expulsões no Flu

Na base da conversa, Muricy reduz cartões amarelos e expulsões no Flu

Apenas dois jogadores ficaram foram do time por causa de suspensão neste início de Campeonato

Nas sete rodadas do Campeonato Brasileiro que já foram disputadas, o técnico Muricy Ramalho teve problemas com suspensão somente em duas ocasiões: Cássio, expulso na estreia, e Leandro Euzébio, que levou o terceiro amarelo contra o Avaí. Mas o número baixo não é coincidência, segundo o treinador. Muricy disse que, após detectar o problema, conversou muito com os jogadores.

O comandante tricolor lembrou aos atletas que o fato de uma equipe jogar muitas vezes em desvantagem numérica prejudica muito o desempenho. Outro pedido foi não fazer reclamações com os árbitros.

- Foi uma das coisas que estudamos quando chegamos ao Fluminense. Sempre temos que olhar para os detalhes. Vimos que o time a cada jogo tinha um jogador expulso, e pegamos para ver quais eram os mais punidos. O passo seguinte foi conversar muito sobre isso, pois é impossível no futebol de hoje ficar toda hora jogando dez contra onze o tempo todo. Os jogadores tinham que entender que precisavam jogar mais na bola, diminuir o número de carrinhos e que não pode existir reclamação com o árbitro - disse o comandante ao site oficial do clube.

O lateral-direito Mariano disse que o recado de Muricy foi bem assimilado pelo elenco do Flu. Ele acredita que a equipe não deixou de jogar duro.

- Começamos então a colocar em nossas cabeças que deveríamos jogar firme, mas sem cometer tantas faltas, e evitando os cartões. Diminuindo esse número de cartões, passamos a ter a chance de jogar mais vezes com a mesma equipe, e isso ajuda muito no entrosamento. Ele passou isso para o grupo desde que chegou pedindo para jogarmos firme, mas na bola para evitar cartões bobos - declarou o lateral.

Fonte: Globo Esporte