Na Turquia, Felipe Melo diz pensar todo dia em volta à Seleção

Na Turquia, Felipe Melo diz pensar todo dia em volta à Seleção

Segundo imprensa turca, volante tem o maior salário da história do Galatasaray

O salário é equivalente ao da primeira geração de galácticos do Real Madrid, como Zidane, Beckham e Ronaldo: ? 6,5 milhões (R$ 14,4 milhões) por ano, mais bônus por partidas jogadas, passagens aéreas e aluguel pago, segundo a imprensa turca. Principal contratação do Galatasaray para a temporada, Felipe Melo teve até que chegar escondido no aeroporto em Istambul para evitar tumulto da fanática torcida. Emprestado por um ano pelo Juventus, o volante começa vida nova na Turquia com um velho objetivo: reconquistar um lugar na Seleção Brasileira, de onde saiu após a eliminação na última Copa do Mundo.

O "pitbull" do Galatasaray sabe que a missão é difícil. A expulsão na derrota para a Holanda ainda não saiu da cabeça dos torcedores e o técnico Mano Menezes o deixou fora de suas convocações. Na Turquia, Felipe Melo encontrou o tetracampeão mundial Taffarel, um belo exemplo de volta por cima com a amarelinha e que hoje trabalha como preparador de goleiros do Galatasaray.

- Nunca questionaram minha qualidade, mas sim se eu seria expulso. Já tive um crescimento grande na parte de disciplina, não podem contestar meus números no Juventus. A Seleção para mim é uma meta e eu trabalho todo dia pensando na Seleção. As entrevistas do Mano me deixam tranquilo, pois ele nunca fechou as portas para os jogadores - disse.

Flamenguista declarado, o volante revelou que quase convenceu o atacante Amauri a jogar pelo Rubro-Negro e diz que esteve "99% fechado" com o São Paulo. Porém, a proposta do Galatasaray atrasou os planos de retorno ao Brasil. Com a crise no futebol turco - dirigentes foram presos por armação de resultados e o atual campeão Fenerbahçe pode até ser rebaixado -, Felipe Melo ganhou alguns dias de folga e curtiu o período com a família em Mônaco.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com