"Não há 2 galos no galinheiro", diz presidente sobre Messi e Neymar

Sandro Rosell acredita que Neymar não vai "roubar" papel de protagonista de Messi dentro do clube



O Barcelona não vai desistir facilmente de Thiago Silva, que nesta segunda-feira garantiu que vai cumprir o contrato com o Paris Saint-Germain até o final. Todavia, horas após o jogador ter tentado dar um fim às especulações, Sandro Rosell, presidente do Barça, voltou a se manifestar sobre o interesse no zagueiro. O dirigente acrescentou que a questão financeira não seria um problema, mas disse que o papel do jogador em convencer o PSG a negociá-lo é fundamental para o sucesso da transferência.

- Thiago Silva é um jogador que desejamos, tanto a direção esportiva quanto o treinador. Neste caso, não é um problema de preço. Estamos negociando com pessoas para quem o dinheiro não é uma variável. E se não querem sentar e negociar, não podemos falar com ninguém. Se trata de que o jogador os convença que deseja vir e aí começamos a negociar - explicou em uma longa entrevista à "8TV".

Sobre uma possível batalha de egos entre Neymar e Messi, Rosell deixou bem claro: no Barcelona, quem manda é o argentino.

- Não há dois galos no galinheiro. Só há um e é Messi. Agora contratamos Neymar, um grande jogador e uma grande pessoa. Melhor que Messi não há ninguém, mas Neymar vem para demonstrar que é um grande jogador e que pode ajudar o Barça. Não devemos tê-los como mitos, são pessoas e também têm um grande coração.

Problemas com Guardiola

Rosell teve que se defender de acusações feitas por Pep Guardiola. Na última quinta-feira, o treinador declarou que não tinha uma boa relação com a diretoria quando decidiu deixar o clube, alegando que foi para Nova York - onde passou um ano de férias - justamente para não ser incomodado pelos diretores do clube catalão. O presidente se mostrou surpreso com a atitude do técnico, que nesta temporada assumiu o Bayern de Munique.

- A reação de Guardiola me surpreendeu e eu não gostei porque mesmo que eu seja diretor, tenho meu coraçãozinho, mas temos que virar a página e estar todos unidos. Fomos surpreendidos por suas declarações. O que disse sobre a direção é totalmente falso. Podemos comprovar o que dissemos do melhor treinador da história do clube.

Apesar da turbulência, o mandatário garante que seria capaz de votar em Guardiola caso o ídolo um dia decida se candidatar à presidência do clube.

- Me parece perfeito que Guardiola se candidate à presidência do Barça. Eu votaria nele, sempre e quando não se candidatassem meu irmão ou minha mulher, apesar de que eu não recomendaria a meu irmão se apresentar contra Guardiola porque perderia - brincou.

Polêmicas sobre Neymar

O presidente também negou que tenha pagado comissões a empresários durante as negociações por Neymar. Os catalães dizem que o valor da transferência foi ? 57 milhões (cerca de R$ 158 milhões), mas neste valor estariam incluídos pagamentos para agentes que participaram do negócio.

- Não pagamos a nenhum agente, nenhuma comissão. Isso se verá na auditoria que apresentaremos à assembleia do clube. São 57 milhões a serem repartidos entre quatro empresas. Não temos nenhum problema em explicar, se essas empresas nos dão permissão, mas há um contrato de confidencialidade.

Rosell não quis entrar em outro tema conturbado envolvendo Neymar e Guardiola. O treinador teria conversado com o pai do atacante para convencê-lo a ir para o Bayern de Munique com a justificativa de que o jogador teria "oportunidades reais de estar entre os melhores do mundo".

- Estranharia que Pep tenha dito isso, mas é algo que não nos interessa.

Fonte: EGO