Nas comemorações pelo centenário, Corinthians goleia Goiás por 5 a 1 e encosta no líder Fluminense

Nas comemorações pelo centenário, Corinthians goleia Goiás por 5 a 1 e encosta no líder Fluminense

Centenário, Corinthians goleia Goiás e encosta no líder Flu

Em seu primeiro jogo após completar 100 anos, o Corinthians deu um grande motivo para seus torcedores continuarem em festa: a equipe alvinegra goleou o Goiás por 5 a 1 no Pacaembu, na noite deste sábado, e colou no Fluminense, líder do Campeonato Brasileiro.

O resultado deixa o time do técnico Adilson Batista com 37 pontos, um a menos que os cariocas, que têm dois jogos a mais e encaram o Guarani neste domingo, fora de casa. Já o Goiás permanece com apenas 13 tentos, na lanterna do torneio nacional.

Com o Pacaembu recebendo um grande público (cerca de 35 mil torcedores) e ainda respirando a festa de aniversário do clube alvinegro, o Corinthians tentou pressionar no início, mas levou um banho de água fria logo aos 6min. O experiente lateral Júnior, pentacampeão com a Seleção Brasileira, avançou pela esquerda, invadiu a área e acertou o ângulo esquerdo de Júlio César para abrir o placar.

A partir daí, foi jogo de um time só. Os goianos, que agora não vencem há 12 jogos, se fecharam na defesa e foram alvos de um bombardeio corintiano. Aos 19min, Iarley soltou uma bomba e acertou a trave de Harlei, que ainda salvaria os visitantes defendendo duas cobranças de falta de Bruno César.

Quando o goleiro não apareceu, a trave novamente foi aliada do time alviverde - Jorge Henrique, de peito, por pouco não marcou um golaço. Em seguida, Roberto Carlos, de falta, quase acertou o canto esquerdo da meta goiana. O sufoco alvinegro aumentou a partir dos 37min: Amaral, que já tinha amarelo, fez falta dura em Jorge Henrique e foi expulso.

Jorginho, então, decidiu mexer na equipe, sacando o atacante Felipe e colocando o volante Rithelly na tentativa de refazer o setor defensivo. Logo depois, porém, o Corinthians enfim empatou. Jorge Henrique cruzou da esquerda e Bruno César, de cabeça, marcou seu nono gol no campeonato (é o artilheiro isolado) aos 42min. Antes do intervalo, Adilson Batista ainda trocou Paulinho por Defederico.

O Goiás voltou com mais uma modificação (o meia Romerito entrou na vaga do volante Jonilson), mas o panorama do jogo quase não mudou. Os anfitriões sufocavam e só eram ameaçados em esporádicos contra-ataques. Restou a Harlei a missão de seguir salvando os visitantes, com duas defesas fantásticas, em tentativas de Paulo André e Iarley.

A virada parecia questão de tempo. E veio aos 10min. Bruno César deu grande passe para Iarley, que driblou o goleiro e estufou as redes. Pouco depois, aos 15min, Leandro Castan cabeceou firme, Harlei defendeu e Jorge Henrique, no rebote, ampliou a vantagem. Foi só aí que o Corinthians reduziu o ritmo, passando a valorizar mais a posse de bola sob gritos de "olé" das arquibancadas.

Mas ainda deu tempo para mais dois. Romerito derrubou Bruno César na área e o árbitro marcou pênalti duvidoso, convertido por Iarley aos 29min. Mais nove minutos e Boquita, que havia entrado pouco antes no lugar de Bruno César, arriscou de longe e viu a bola desviar em Marcão antes de entrar.

Após mais uma vitória no Pacaembu, o Corinthians terá na próxima rodada mais uma chance de embalar fora de casa. Na noite de quarta-feira, a equipe alvinegra desafia o Atlético-PR na Arena da Baixada. No mesmo dia, o Goiás recebe o Guarani no Serra Dourada.

Fonte: Terra, www.terra.com.br