Nenê avisa que defenderá Brasil no Mundial de Basquete

Nenê valorizou bastante a conversa que teve com o novo técnico da seleção brasileira

Um dos três jogadores brasileiros da NBA, ao lado de Anderson Varejão e Leandrinho, o pivô Nenê confirmou nesta segunda-feira que defenderá o Brasil no Mundial de Basquete, que acontecerá entre 28 de agosto e 12 de setembro, na Turquia. Por divergências com a antiga direção da Confederação Brasileira de Basquete (CBB), ele está afastado da seleção desde 2007.

"Sim, eu vou jogar", avisou Nenê, em entrevista ao jornal norte-americano Denver Post, ao ser perguntado sobre sua participação no Mundial. A última vez que ele vestiu a camisa da seleção foi no Pré-Olímpico de Las Vegas, em 2007, quando o Brasil não conseguiu vaga na Olimpíada de Pequim. Depois disso, problemas físicos e políticos o afastaram do time.

"Muitas coisas mudaram lá na CBB. Vou fazer o melhor pelo meu País. No passado houve alguns problemas que interferiram na minha decisão de não jogar, mas acho que agora é o momento correto. Agora eles (dirigentes da CBB) são mais profissionais e estão fazendo tudo certinho. É uma situação diferente", explicou Nenê, que tem sido um dos destaques do Denver Nuggets nesta temporada da liga norte-americana de basquete.

Nenê valorizou bastante a conversa que teve com o novo técnico da seleção brasileira, o argentino Ruben Magnano, que viajou aos Estados Unidos para falar com ele e com os outros jogadores do País que atuam na NBA. Assim, o pivô disse ter o respaldo para poder jogar novamente pelo Brasil.

"Eles (ex-dirigentes da CBB) não entendiam nada sobre a vida de um jogador. Eles não queriam saber nada sobre você", lembrou Nenê. "Agora é diferente. O treinador (Ruben Magnano) veio aqui, viu como tratam os jogadores e conversou comigo. Agora não há pressão. Antes havia muita. É a seleção brasileira que está em jogo, e você precisa se sentir bem, desfrutar, se divertir. Isso não acontecia no passado."

Assim, com a confirmação da presença de Nenê, a seleção brasileira deve ter força máxima no Mundial. Afinal, Leandrinho e Anderson Varejão, os outros astros do Brasil na NBA, já tinham avisado anteriormente a disposição de defender o País na Turquia.

Fonte: Yahoo