Neymar diz que ser pai é mais difícil do que jogar futebol

Neymar diz que pressão por 2014 é "muito grande" e que ser pai é mais difícil do que atuar em campo

O atacante santista Neymar deu uma entrevista exclusiva ao site da Fifa e afirmou, entre outras coisas, que a pressão sobrea seleção brasileira para a conquista da Copa do Mundo de 2014 é muito grande.


 Neymar diz que ser pai é mais difícil do que jogar futebol

"A pressão é muito grande. Não importa onde vamos jogar, sempre há pressão, mas vai ser maior em casa. Temos consciência disso, mas gostamos. É uma pressão boa. Tive a sorte de jogar finais de diferentes campeonatos, e sentir essa pressão de ganhar é maravilhoso", falou.

"Estamos preparados para tudo isso, pois o jogador brasileiro aceita com naturalidade. Estamos nos preparando para esse momento", continuou.

O jogador voltou a dizer que não concorda que o fato de jogar no Brasil até o Mundial de 2014 atrase seu crescimento como atleta, principalmente por não duelar com as principais estrelas do futebol europeu.

"Não [acho]. Seja fora ou dentro do Brasil, um jogador pode evoluir e melhorar. No âmbito pessoal, a cada ano que passa sinto que cresço tanto no meu futebol como na experiência acumulada. Há quem diga que é necessário sair pra crescer, mas eu não estou de acordo."

O atleta falou também, na mesma entrevista, sobre questões pessoais de sua vida. Falou, por exemplo, que mima muito seu filho e que a função de pai é mais difícil do que a de ser um grande atleta.

" O meu filho tem quase em um ano e meio e já está me dando muito trabalho também. Eu diria agora que criar um filho é um pouco mais difícil [do que ser jogador]", falou.

"Sou um pai muito feliz e agradecido a Deus por ter me dado este presente maravilhoso. Mimo muito o meu filho, é claro. Sempre que posso estou com ele, seja na concentração, em casa ou na casa da mãe dele. Quero estar presente com ele sempre que possível", continuou.

Fonte: UOL